Conteúdo por Gazeta Esportiva

Time Brasil de CCE é prata e carimba passaporte para Tóquio 2020

(Foto: Luis Ruas/CBH)’>

EUA, ouro, Brasil, prata e Canadá, bronze (Foto: Luis Ruas/CBH)

A exemplo de Carlos e Marcelo, Rafael, que está em 1º Pan, também treina na Inglaterra. “Já estou há cinco anos morando fora e tenho o privilégio de treinar com Mark Todd (multicampeão neozelandês ícone máximo da modalidade). Mas nem em meus melhores sonho, eu esperava chegar até aqui. Só tenho a agradecer a minha família e equipe, nosso treinador aqui no Pan Ademir Oliveira que me acompanha desde criança e a chefe de equipe Julie Purgly”, finalizou.

Para Marcelo, é claro, a missão também fui cumprida. “No cross acabei perdendo 15 preciosos pontos ao encostar em uma bandeirola. Mas meu cavalo, que assim como as montarias dos outros integrantes da equipe, é muito novo se portou muito bem. Agora nosso foco é Tóquio”, disse.

O técnico Ademir Oliveira, pioneiro da modalidade no país, estava só emoção. “Esse resultado é fruto do trabalho desses meninos que não mediram esforços para estar aqui e fizeram por merecer. Também preciso agradecer o nosso cavaleiro Ruy, que infelizmente sofreu um acidente ontem mas passa bem, ao reserva Marcio Appel e todos que fizeram parte do processo seletivo. Estou muito orgulhoso”, disse Oliveira.