Tímido, Militão fala sobre primeira convocação: ‘Vou guardar a camisa’

Militão foi convocado pela primeira vez para a Seleção Brasileira (Lucas Figueiredo/CBF)
Militão foi convocado pela primeira vez para a Seleção Brasileira (Lucas Figueiredo/CBF)

Após vencer os Estados Unidos na última sexta-feira, a Seleção Brasileira continua sua preparação, agora para enfrentar a equipe de El Salvador, na próxima terça-feira em Washington, nos EUA. Na noite deste domingo, os laterais Éder Militão e Alex Sandro concederam coletiva de imprensa e falaram sobre a convocação e a expectativa de jogar o próximo jogo:

– Sou tímido, é difícil ficar na frente das câmeras. Prefiro mil vezes jogar do que dar entrevistas. Confesso que fiquei ansioso pela convocação, mas continuei trabalhando e a oportunidade surgiu. Fico contente de ter essa oportunidade que o Tite me deu. Vou guardar a camisa da estreia, fazer um quadro, não vou trocar com ninguém – disse Éder Militão.

Recém-chegado na equipe Tite, o lateral ex-São Paulo foi convocado devido as ótimas atuações no clube paulista, desempenho este que fez o Porto contratá-lo na última janela de transferências. Diferente de Militão, o lateral esquerdo da Juventus, Alex Sandro, já foi chamado algumas vezes para defender a amarelinha, mas ficou de fora da lista da Copa do Mundo e falou sobre o assunto:

– Procurei muito essa resposta e talvez não tenha achado. Não adianta ficar pensando porque não fui para a Copa, tenho que trabalhar. Não conversei com o Tite sobre isso, mas tenho certeza que ele fez a escolha que achou melhor para o grupo no momento. Os mais velhos podem ter um entendimento tático maior. Filipe e Marcelo podem ir para a próxima Copa, são jogadores de alta qualidade, mas vou continuar trabalhando para ter mais oportunidades. – finalizou o lateral.

Mais conteúdo sobre

Esporte