Conteúdo por Gazeta Esportiva

Tite quer ter luz de Zagallo e lembra Pelé contra lamentação por Neymar

Atualizado

Mario Jorge Lobo Zagallo é um ícone na história da Seleção Brasileira. Foram duas conquistadas de Copas do Mundo como jogador (1958 e 1962), mais duas como membro da comissão técnica (1970 e 1994), além de outros dois títulos tanto na Copa América (1997 e 2005) quanto na Copa das Confederações (1997 e 2004).

Na véspera da decisão da Copa América 2019, no Maracanã, Tite, atual técnico da Seleção Brasileira, pediu a inspiração de Zagallo antes de enfrentar o Peru, logo em sua primeira resposta na coletiva de imprensa desse sábado.

“Oito mais cinco é 13. 58 anos que eu tenho. Tomara que eu tenha a luz de Zagallo, mestre, cara iluminado, exemplo, história, retidão, qualificação… Tomara que eu tenha um pouquinho da luz dele. Esse é o sentimento”, afirmou Tite.

Nem mesmo a ausência de Neymar incomoda o comandante, animado com sua estreia no palco carioca à frente da equipe canarinho. O Mundial do Chile foi o argumento usado pelo técnico.

“Se o melhor do mundo saiu em 62 e Amarildo entrou e arrebentou… Se o maior do mundo foi substituído, todos os outros (podem ser). E não é desmerecimento a Neymar, Messi, Cristiano Ronaldo… Não é. Neymar é diferenciado, é top 3. Ele, em condições normais, desequilibra, faz coisas impressionantes, mas daí o conjunto tem de estar forte, para aparecer o Neymar, se não o Cebolinha, o David Neres, e vai…”.

Ainda assim, Tite se recusou a confirmar Alex Sandro na lateral esquerda. Vai levar a dúvida sobre Filipe Luís até o fim.

“Tenho respeito a vocês e não quero falar sobre quem vai iniciar como lateral esquerdo”.

Fez questão de evitar o clima de favoritismo.

“As duas merecem. Amanhã a que merecer mais vai ser (campeã). Entra no aspecto tático, físico, emocional”.

E se mostrou ciente de que a catimba será um artifício a ser utilizado pelos rivais.

“Eu acredito em ser melhor. Não sou ingênuo, não acredito em querer simular, forjar. Tem que ser melhor que o Peru, ser mais qualificado, mais competitivo e leal”.

A grande final da Copa América está marcada para às 17h (de Brasília). Brasil e Peru se enfrentarão em duelo único, com prorrogação prevista em caso de empate no tempo normal. Na primeira fase, a seleção anfitriã enfiou 5 a 0 nos peruanos na Arena Corinthians.

Copa América