Conteúdo por Gazeta Esportiva

Tite sente vaias, mas aceita críticas da torcida em estreia do Brasil

Atualizado

A vitória do Brasil sobre a Bolívia, alcançada na noite desta sexta-feira, foi marcada por vaias da torcida no Estádio do Morumbi. O técnico Tite admitiu que sentiu as críticas logo na estreia pela Copa América, mas procurou tratar a posição do público com naturalidade.

“Em clubes de massa, e isso a experiencia me trouxe, quando você não está produzindo, não espere que o torcedor tenha uma compreensão maior. Ele vai vaiar. Todos os clubes grandes que passei têm essa característica: se ficar trocando bola atrás, a primeira coisa que fazem é ‘buuuu’. Porque o futebol aqui é assim”, disse.

Assim que o jogo começou, um silêncio desconcertante dominou o Estádio do Morumbi. O Brasil atacou o tempo todo durante a etapa inicial, mas não fez uma boa exibição, o que já foi suficiente para causar apupos na saída para o intervalo e até gritos de “fora Tite”.

“Por vezes, a construção da jogada passa por uma troca de passes para chegar na frente em condição. Se chegar em condição e fizer a jogada, vão aplaudir. Nós temos que compreender isso e não ficar questionando. Se não está gostando, segue o jogo. Não gostaríamos, mas temos que saber absorver esse aspecto”, afirmou Tite.

Embora tenha tratado a situação com naturalidade, ele admitiu que não ficou indiferente. “Claro que sente! Claro que sente! O jovem sente! O técnico sente! Não é insensível, claro que sente! Mas, no intervalo, coloquei que, com o alto nível de concentração, precisa passar por essas adversidades”, afirmou.

Com o triunfo sobre a frágil Bolívia, o Brasil marca seus primeiros três pontos no Grupo A da Copa América. Pela segunda rodada do torneio, a equipe treinada por Tite volta a campo para enfrentar a Venezuela às 21h30 (de Brasília) de terça-feira, no Estádio da Fonte Nova.

Copa América