Torcedor do Vasco é condenado a dez anos de prisão por agressão a rival em Joinville

O torcedor vascaíno Leone Mendes da Silva, membro da organizada Força Jovem, que agrediu torcedores do Atlético Paranaense no dia 8 de dezembro de 2013, em jogo válido pela última rodada do Campeonato Brasileiro, na Arena Joinville, foi julgado ontem, no Norte do Estado e condenado a dez anos de prisão em regime fechado pelo crime.

Leone Mendes da Silva, torcedor do Vasco, agride Estevam Vieira da Silva, na Arena Joinville, em 2013 - Heuler Andrey/AGIF/Folhapress
Leone Mendes da Silva, torcedor do Vasco, agride Estevam Vieira da Silva, na Arena Joinville, em 2013 – Heuler Andrey/AGIF/Folhapress

A partida foi realizada em Joinville porque, à época, o Atlético perdeu o mando de campo em decorrência de briga de torcidas num jogo anterior contra o Coritiba.

De acordo com o promotor Marcelo Sebastião Netto de Campos, todos os pedidos da acusação foram acatados. Leone foi condenado a dez anos de reclusão em regime fechado (oito anos por tentativa de homicídio duplamente qualificado – motivo fútil, pois agiu por conta de divergências futebolísticas e recurso que impossibilitou a defesa da vítima Estevam Vieira da Silva, do Atlético-PR, pois a agrediu quando já estava desmaiada no chão – e 2 anos por praticar violência em evento desportivo).

Ele foi absolvido, conforme pedido do Ministério Público, do crime de dano ao patrimônio público, por não foi possível comprovar que ajudou a depredar o estádio. Apesar da decisão Leone vai recorrer em liberdade.

Mais conteúdo sobre

Futebol