Torcedores de Fluminense e Palmeiras aprovam volta da cerveja no Maracanã

É o primeiro jogo desde a liberação da venda e consumo de bebidas alcoólicas no Rio

Divulgação

A volta da cerveja ao Maracanã foi aprovada com louvor pelos torcedores que compareceram ao estádio para acompanhar a partida entre Fluminense e Palmeiras, pelas semifinais da Copa do Brasil, nesta quarta-feira.

É a primeira partida com bebida alcoólica no estádio desde a sanção do projeto de lei que libera a venda e o consumo nos campos de futebol do Rio.

– Não é um fator decisivo, mas desanimava vir para o estádio e não poder consumir cerveja, que é o que fazemos em casa. Ficamos mais felizes e não vemos problema nisso – afirmou ao L! Gisela Olchinski, que acompanhou o marido Gláucio na partida.

Para ele, sócio-torcedor do Fluminense e frequentador assíduo do estádio, o veto à cerveja não faz sentido.

– O povo enchia a cara lá fora, entrava embriagado. Não faz a menor diferença. Trabalho em hotelaria e vendo mais caro do que isso – disse ele, elogiando o preço de R$ 7 praticado na “reestreia”.

Teve até paulista se aproveitando da liberação em solo carioca, como o palmeirense Thiago Cunha.

– Mesmo eu não sendo muito de beber, mas achei muito bacana. É legal. Não influencia na violência, que está mais relacionada à cultura. Acho que o álcool não influencia. Lá em São Paulo é só com ambulante, no lado de fora. O preço está bem acessível – disse ele, devidamente uniformizado com a camisa do clube.

O Maracanã fechou acordo pontual com a marca alemã Amstel para a comercialização nesta quarta-feira.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Esportes

Loading...