Conteúdo por Gazeta Esportiva

Torcedores do Atlético-MG e Cruzeiro se envolvem em briga no Mineirão

Momentos depois do empate sem gols entre Atlético-MG e Cruzeiro, na tarde deste domingo, torcedores das equipes se envolveram em uma confusão generalizada. A torcida do Galo teria invadido o setor dos camarotes do Mineirão destinados aos cruzeirenses e protagonizaram cenas lamentáveis.

Durante o tumulto, outros atleticanos, que estavam nas arquibancadas superiores, arremessaram cadeiras nos cruzeirenses e profissionais que faziam a segurança do estádio.

Cenas lamentáveis marcaram o fim do clássico deste domingo (Foto: Reprodução)

Após o apito final, o atacante Luan, do Atlético, lamentou a briga entre as torcidas. “Muito feio isso, as duas grandes equipes do estado e quando tem briga é chato, é ruim para as duas partes. Família que vem no estádio comparecer e acaba presenciando essas coisas feias no futebol. Espero que acabe um dia, que o torcedor se comporte como gente”, comentou.

Do lado do Cruzeiro, o zagueiro Fabrício Bruno também se posicionou a respeito do ocorrido. “Se for para vir e polemizar o jogo, para fazer o que a torcida do Atlético fez, é melhor não vir. Sou a favor de ter o clássico com duas torcidas em igualdade, porque para mim é bonito para o futebol”, analisou.

Com o intuito de controlar a situação, a Polícia Militar lançou bombas de efeito moral e gás de pimenta.

Futebol