Torcida da Chapecoense provoca River Plate: ‘Segunda divisão’

Divulgação

LANCE!

O clima é de decisão em Chapecó. Nesta quarta-feira, Chapecoense e River Plate definem uma vaga nas semifinais da Copa Sul-Americana e a torcida do Verdão de Santa Catarina já mostrou aos argentinos como será a atmosfera da Arena Condá. Ao desembarcar no Aeroporto Serafin Enoss Bertaso, em Chapecó, delegação dos Millionarios foi recebida por gritos de “segunda pisão”.

A provocação feita por um grupo de torcedores da Chapecoense, na noite de segunda-feira, faz referência à queda do River Plate à segunda pisão do Campeonato Argentino em 2011. No entanto, após a queda, o clube argentino se reergueu e vive grande momento. Conquistou o Campeonato Argentino em 2014, a Copa Sul-Americana e a Recopa em 2014 e é o atual campeão da Copa Libertadores. Em dezembro, o time comandado por Marcelo Gallardo disputará o Mundial de Clubes da Fifa.

No jogo de ida, no Monumental de Nuñez, a Chapecoense foi derrotada por 3 a 1. Maranhão marcou o gol histórico que ainda coloca os catarinenses em condições de buscar uma classificação. Para avançar na competição, o time de Guto Ferreira precisa vencer por 2 a 0. Caso sofra um gol, precisará fazer uma diferença de três gols.

Mais conteúdo sobre

Esporte

Torcida da Chapecoense provoca River Plate: ‘Segunda divisão’

Divulgação

O clima é de decisão em Chapecó. Nesta quarta-feira, Chapecoense e River Plate definem uma vaga nas semifinais da Copa Sul-Americana e a torcida do Verdão de Santa Catarina já mostrou aos argentinos como será a atmosfera da Arena Condá. Ao desembarcar no Aeroporto Serafin Enoss Bertaso, em Chapecó, delegação dos Millionarios foi recebida por gritos de “segunda divisão”.

A provocação feita por um grupo de torcedores da Chapecoense, na noite de segunda-feira, faz referência à queda do River Plate à segunda divisão do Campeonato Argentino em 2011. No entanto, após a queda, o clube argentino se reergueu e vive grande momento. Conquistou o Campeonato Argentino em 2014, a Copa Sul-Americana e a Recopa em 2014 e é o atual campeão da Copa Libertadores. Em dezembro, o time comandado por Marcelo Gallardo disputará o Mundial de Clubes da Fifa.

No jogo de ida, no Monumental de Nuñez, a Chapecoense foi derrotada por 3 a 1. Maranhão marcou o gol histórico que ainda coloca os catarinenses em condições de buscar uma classificação. Para avançar na competição, o time de Guto Ferreira precisa vencer por 2 a 0. Caso sofra um gol, precisará fazer uma diferença de três gols. 

Esporte