Última derrota do Santos na Vila por placar que o eliminaria teve ‘rivais’

Hudson e Wesley, hoje no São Paulo, atuavam pelo Peixe na última vez em que um adversário construiu um resultado elástico dentro da Vila Belmiro, lá no ano de 2008

Dois jogadores do atual elenco do São Paulo defendiam o Santos na última vez em que a equipe sofreu uma derrota dentro da Vila Belmiro que a eliminaria nas semifinais da Copa do Brasil de 2015 – o Peixe abriu vantagem de 3 a 1 no jogo de ida, e só será desclassificado nesta quarta-feira, dentro de casa, se perder por dois ou mais gols de diferença, dependendo do número de gols marcados pelas equipes.

No Brasileirão de 2008, os volantes Hudson e Wesley foram titulares do Peixe na goleada por 4 a 0 sofrida diante do Goiás. Os dois atuaram em posições diferentes – na lateral direita e no ataque – pouco depois de subirem para o profissional do Santos. Enquanto o primeiro não teve sequência pelo clube, o segundo conseguiu se tornar titular do Peixe em 2010, ano em que foi negociado com a Europa após dois títulos, conquistados justamente sob o comando de Dorival Júnior.

O Santos derrotado pelo Goiás na ocasião entrou em campo com a seguinte escalação: Fábio Costa, Hudson, Fabão, Marcelo e Kléber; Marcinho Guerreiro (Quiñonez), Rodrigo Souto, Molina (Lima) e Rodrigo Tabata (Patrick); Wesley e Kléber Pereira. O técnico era Cuca, que foi demitido do Santos após menos de um mês sem ter conquistado uma única vitória no comando do Alvinegro.

No ano em que sofreu o último resultado adverso que poderia eliminá-lo contra o São Paulo, o Peixe brigou até o fim contra a degola, e só foi salvo após a chegada de Márcio Fernandes, no lugar de Cuca, como técnico.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Esportes

Loading...