Conteúdo por Gazeta Esportiva

Vadão analisa classificação e não vê Brasil como azarão nas oitavas

Atualizado

Nesta terça-feira, o Brasil garantiu a vaga para as oitavas de final da Copa do Mundo Feminina. Apesar da vitória por 1 a 0, a equipe classificou-se apenas no terceiro lugar, e deve enfrentar França ou Alemanha na próxima fase. Ainda assim, Vadão não vê o Brasil como surpresa na fase de mata-mata da competição.

“O Brasil não entra como azarão. Temos que enfrentar qualquer que seja a seleção, do porte que for. A dificuldade que vamos ter com qualquer um desses adversários eles também terão conosco”, disse o treinador em entrevista coletiva.

Bastava um gol para o Brasil conquistar o segundo lugar, vencendo a Austrália no saldo. Segundo Vadão, as oportunidades desperdiçadas na estreia contra a Jamaica fizeram falta.

“O Brasil se classifica em um grupo equilibrado. A gente só vai enfrentar a Alemanha ou a França porque não aproveitamos as inúmeras oportunidades de gol contra a Jamaica. Precisávamos de um gol a mais”, analisou.

O Brasil acaba a fase de grupos na terceira colocação por conta dos gols marcados. Os seis pontos são os mesmos da líder Itália, e da segunda colocada Austrália. Entretanto, as italianas tiveram vantagem no saldo de gols, enquanto as australianas anotaram dois gols a mais em relação às brasileiras.

Copa do Mundo Feminina