Vasco paga pelo recuo e sofre empate do Goiás no fim

Divulgação

Sem Juninho, o Vasco sentiu a falta de um líder dentro de campo, não conseguiu manter o a pegada das últimas duas partidas e empatou com o Goiás em 1 a 1, nesta quinta-feira, no Serra Dourada. Quem brilhou foi o gordinho Walter, que garantiu o empate com um gol de pênalti aos 42 minutos do segundo tempo.

Agora, o Cruz-Maltino é o oitavo colocado, com 14 pontos. Enquanto isso, o Goiás aparece na 11ª posição, com 13 pontos. Na próxima rodada, o Vasco enfrenta o líder Botafogo, no domingo, às 18h30, no Maracanã. Já o Esmeraldino pega o Atlético-PR, no Durivall de Britto, domingo, às 16h.

O JOGO

O ânimo que a volta de Juninho deu ao Vasco foi tão grande que mesmo sem o camisa 8 em campo, o time se impôs diante do time do Goiás. A cabeçada de André que levou perigo ao gol de Renan mostravam que o Cruz-Maltino foi ao Serra Dourada para atacar.

O gol do Vasco não demorou muito a sair. Yotún foi ao fundo pela esquerda, cruzou e Pedro Ken completou de primeira. Poderia ter sido o início de uma vitória tranquila do Vasco, se o time do não tivesse cometido o mesmo erro do jogo contra o Criciúma: recuar e dar espaços para o adversário.

Aos poucos, o Goiás começou a pressionar e o atacante Walter, mesmo muito acima do peso ideal, dava muito trabalho ao time à zaga do Cruz-Maltino. O gordinho quase deixou tudo igual em uma jogada individual em que se livrou de dois marcadores, com um giro inspirado em Romário, e bateu por cima do gol.

PRESSÃO PREMIADA NO FIM

O segundo tempo continuou com a pressão do Esmeraldino. Quem assustou o Vasco desta vez foi o meia Hugo, em chute de fora da área. Na sequência, Walter e Tartá também desperdiçaram algumas chances.

O Vasco até tentava aliviar o perigo com contra-ataques, mas a falta de Juninho em campo começou a pesar. Sem um líder em campo o time parecia menos respeitado do que nas últimas rodadas. Enquanto isso, do outro lado, Walter comandava o Goiás, como um verdadeiro craque, com dribles e lançamentos, atordoando a defesa vascaína.

Depois de tanto martelar, veio merecido empate, já nos minutos finais. Diogo Silva saiu mal do gol e cometeu um pênalti bobo em Junior Viçosa, ao tentar abafar o atacante. Na cobrança, Walter soltou a bomba no canto e decretou o 1 a 1 no placar.

FICHA TÉCNICAGOIÁS 1 X1 VASCO

Local: Serra Dourada, Goiânia (GO)Data-Hora: 1/8/2013 – 21h (de Brasília)Árbitro: Marcos André Gomes da Penha (ES)Auxiliares: Marrubson Melo Freitas (DF) e Fábio Rogério Baesteiro (SP)

GOLS: Pedro Ken, 13’/1ºT (0-1); Walter, 42’/2ºT (1-1)

GOIÁS: Renan, Vitor, Rodrigo, Ernando, William Matheus; Amaral, Thiago Mendes, Hugo (Junior Viçosa, 19’/2ºT) e Renan Oliveira (Araújo, 37’/2ºT); Tartá e Walter Técnico: Enderson Moreira.

VASCO: Diogo Silva, Nei, Renato Silva, Rafael Vaz e Yotún; Sandro Silva, Wendel (Wendel, 26’/2ºT), Fillipe Soutto e Pedro Ken (Fágner, 33’/2ºT); Eder Luis e André (Leonardo, 34’/2ºT) Técnico: Dorival Júnior.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Esportes

Loading...