Conteúdo por Gazeta Esportiva

Venezuela quer vitória sobre a Bolívia para avançar às quartas da Copa América

Atualizado

A Venezuela só precisa de uma vitória para ter sua vaga garantida nas quartas de final da Copa América. Na última rodada do Grupo A, os venezuelanos enfrentam a Bolívia, neste sábado, no Mineirão, às 16h (de Brasília). O empate também pode classificar a equipe. Já para os bolivianos, só a vitória interessa.

Mostrando uma evolução nos últimos anos, a Venezuela tem tudo para avançar na competição. Rafael Dudamel conseguiu organizar o sistema defensivo. Sua seleção ainda não sofreu gols legais na competição. Curiosamente, os adversários já balançaram as redes venezuelanas cinco vezes, mas todos foram anulados pela arbitragem.

Com dois empates sem gols, o ataque tem sido um problema. Rondón é o maior artilheiro da história da seleção, mas ainda não conseguiu balançar as redes na competição. A expectativa é que o time consiga causar mais perigo ao adversário, como foi contra o Peru.

Expulso na primeira partida, Luis del Pino Mago não deve voltar ao time titular. Outro jogador não participa mais da competição. Arquímedes Figuera rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho direito e está fora da Copa América. Com isso, a escalação deve ser a mesma do confronto com a Seleção Brasileira.

Para a Bolívia só a vitória importa. Se quiser ir para as quartas, precisa vencer a Venezuela e torcer por uma combinação de resultados. Após perder para Brasil e Peru, o time vive um momento de grande instabilidade. O presidente da Federação Boliviana de Futebol, Cesar Salinas, fez duras críticas aos jogadores.

“Existem jogadores que não sentem a camisa. Você tem que mudar o chip. Eles pensam mais na carteira do que em se identificar com a seleção”, disse após a derrota por 3 a 1 para o Peru.

Na partida, os bolivianos saíram na frente com Marcelo Moreno, de pênalti. No entanto, sofreram a virada e ficaram em situação complicada no grupo. Diego Bejarano, lateral do time, revelou que as declarações do presidente incomodam.

“Chateado e desconfortável, mas vamos deixá-lo lá. Depois vamos falar sobre isso, mas é um tópico que já falamos no grupo”, revelou.

Para o duela contra os venezuelanos, a esperança de gol da equipe continua sendo Marcelo Moreno. O atacante fez o único gol boliviano até aqui na Copa América. Este será o reencontro dele com o Mineirão. Em 2014, foi campeão brasileiro com a camisa do Cruzeiro.

FICHA TÉCNICA

BOLÍVIA X VENEZUELA

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Data: 22 de junho de 2019, sábado

Horário: 16h (de Brasília)

Árbitro: Esteban Ostojich (URU)

Assistentes: Nicolas Taran (URU) e Richard Trinidad (URU)

VAR: Nestor Pitana (ARG)

Bolívia: Lampe; Diego Bejarano, Haquin, Jusino e Marvin Bejarano; Justiniano, Saucedo, Raúl Castro e Saavedra; Chumacero e Marcelo Moreno

Técnico: Eduardo Villegas

Venezuela: Fariñez, Hernández, Osorio, Villanueva, Rosales; Moreno, Rincón, Herrera, Machís, Murillo e Rondón

Técnico: Rafael Dudamel

Copa América