Verdão busca sexta vitória e pode ter seu melhor ano contra rivais no século

Desde 2001, clube conseguiu, no máximo, cinco triunfos em clássicos numa temporada. Após anos de sofrimento, Palmeiras voltou a aterrorizar o trio paulista

Divulgação

Se nos últimos anos clássico era sinônimo de sofrimento para o palmeirense, em 2015 isto mudou. Depois de profunda reformulação, o Verdão voltou a ser um tormento para seus maiores rivais, e pode no jogo deste domingo, na Vila Belmiro, fazer com que esta seja a temporada com mais vitórias sobre o trio paulista no século 21.

Até agora, o time ganhou cinco clássicos: dois sobre o São Paulo, dois sobre o Santos, e um sobre o Corinthians. Outro triunfo sobre o Peixe fará com que o Alviverde chegue a seis vitórias em clássicos, algo inédito desde 1999. De lá para cá, o Palmeiras conseguiu num mesmo ano vencer seus rivais, no máximo, cinco vezes. No século, isto aconteceu em 2008 e 2015.

Tomando como base esta década, a diferença é ainda mais gritante: entre 2011 e 2014, foram seis vitórias, 12 empates e 14 derrotas, um aproveitamento de 31,25%. Nesta temporada, são cinco vitórias, três empates e três derrotas, e um índice bem melhor: 54,5% dos pontos

Será justamente nos clássicos, contra o Santos, que o Palmeiras definirá o seu fim de ano. Amanhã, uma derrota para o Peixe fará o Verdão, atual oitavo colocado, ficar a cinco pontos do G4. Depois, no fim do mês, os adversários se reencontram, na final da Copa do Brasil.

Até por conta do intervalo de três semanas até as decisões, o técnico Marcelo Oliveira avisou que, mesmo preocupado com o desgaste de seus atletas, usará o que tem de melhor à disposição. Robinho, que voltou de lesão e saiu cansado no segundo tempo contra o Fluminense, quarta, é uma das maiores dúvidas. Por outro lado, Cleiton Xavier, fora há dois meses, pode voltar.


Palmeirenses comemoram na vitória sobre o Santos, pelo Brasileiro, no Allianz Parque (Foto: Ale Cabral)

CLÁSSICOS NO SÉCULO

2001: 2V, 0E e 4D: 33,3% dos pontos.

2002: 2V, 7E e 1D: 48,1% dos pontos.

2003: 1E e 1D: 16,6% antes da Série B.

2004: 3V, 1E e 3D: 47,6% ante rivais.

2005: 3V, 2E e 6D: 33,3% dos pontos.

2006: 2V, 2E e 7D: 24,2% no ano.

2007: 3V, 4E e 2D: 48,1% dos pontos.

2008: 5V, 2E e 2D: 62,9% no ano.

2009: 3V, 5E e 3D: 42,2% dos pontos.

2010: 3V, 2E e 4D: índice de 40,7%.

2011: 4V, 4E e 2D: 53,3% dos pontos.

2012: 1V, 2E e 6D: 18,5% ante rivais.

2013: 4E: 33,3% no ano da Série B.

2014: 1V, 2E e 6D: 18,5% dos pontos.

RETROSPECTO NOS CLÁSSICOS DE 2015

Corinthians
O Verdão tem uma vitória, dois empates e uma derrota nos Dérbis. Tirou o rival da semi do Paulista em Itaquera, onde também venceu no Brasileirão.

Santos
São duas vitórias e duas derrotas contra o Peixe. Os clubes disputaram a final do Paulista, e o time da Baixada levou a melhor. Revanche na Copa do Brasil?

São Paulo
Foram duas vitórias e um empate no ano. No Paulista, larga vitória por 3 a 0; no Brasileiro, goleada por 4 a 0 (ambas no Allianz), além do 1 a 1, no Morumbi.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Esportes

Loading...