Vice de futebol do Vasco explica impasse antes de treino na Arena

Ercolino de Luca salientou que empesa que cuida do gramado do estádio não queria liberar uso de chuteira, mas Cruz-Maltino havia sido avisado que podia usar o estádio

Ercolino de Luca, vice-presidente de futebol do Vasco, falou sobre o impasse que aconteceu e que quase fez com o treino do time cruz-maltino na tarde desta quarta-feira não acontecesse. Segundo o dirigente, o grande problema era o uso de chuteiras no gramado, o que gerou preocupação na empresa que cuida do campo da Arena da Amazônia, em Manaus.

– O pessoal do gramado não queria liberar com chuteira. O rapaz que representa a empresa que cuida do campo não queria liberar, podia dar problema para o jogo de amanhã (quinta-feira, contra o Resende, pela Copa do Brasil). Mandaram a gente vir que poderia treinar, aí chegamos aqui e brecaram. Não sei o que aconteceu. Foi um erro de comunicação deles – disse Ercolino.

O treino do Vasco no estádio estava marcado para às 16h e só pôde acontecer cerca de 40 minutos depois, quando, após muita conversa, o gramado foi liberado. Os jogadores e comissão técnica da equipe cruz-maltina chegaram a se encaminhar para o vestiário, mas, depois de um curto período, voltaram e realizaram o treinamento, que foi acompanhado por operários que ainda fazem ajustes na Arena da Amazônia, uma das sedes da Copa do Mundo.

Vasco e Resende se encaram às 20h30 (horário de Brasília) na estreia na Copa do Brasil. Este será o terceiro jogo que acontecerá no estádio, que foi inaugurada no começo do mês passado, com um jogo entre Nacional, do Amazonas, e Remo, do Pará.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Esportes

Loading...