Conteúdo por Gazeta Esportiva

Vidal exalta domínio do Chile, e Aránguiz explica atraso na Arena

Atualizado

A seleção chilena, atual bicampeã da Copa América, venceu a Colômbia nos pênaltis por 5 a 4 e se classificou às semifinais da edição 2019 do torneio na noite desta sexta-feira. Superior durante a maior parte do confronto, La Roja teve dois gols anulados corretamente pela arbitragem e não conseguiu evitar o empate por 0 a 0 no tempo normal.

Um dos líderes do Chile, Arturo Vidal disse que o mais justo seria a vaga ter vindo nos 90 minutos. “Nós dominamos o jogo, jogamos uma grande partida contra uma grande seleção, de muita qualidade. Merecíamos ganhar durante o jogo”, disse o meio-campista ao Sportv.

Os gols anulados foram feitos por Charles Aránguiz, no primeiro tempo, e Vidal, na etapa complementar. No primeiro lance, houve impedimento de Alexis Sánchez. No segundo, mão na bola do zagueiro Maripán.

“Fizemos dois gols que infelizmente foram anulados pelo VAR. É difícil quando anulam dois gols contra uma grande seleção, mas nós conseguimos manter a cabeça no jogo e ganhamos nos pênaltis. Conseguimos fazer o simples. Eles erraram um, e nós passamos”, celebrou.

Um fato inusitado ocorreu antes da partida. Devido à chegada tardia da seleção chilena à Arena Corinthians, o jogo começou com 20 minutos de atraso. Após o confronto, Aránguiz culpou a logística da organização do torneio.

“Lamentamos muito, mas foi um problema da organização que não pegou nenhum hotel aqui perto, sabendo que aqui em São Paulo tem muito trânsito. Lamentável, esperamos que no próximo jogo tenhamos uma melhor organização”, disse.

Pelas semifinais da Copa América, o Chile enfrentará o vencedor do duelo entre Uruguai e Peru, que se encaram neste sábado, às 16 horas (de Brasília), na Arena Fonte Nova. Do outro lado da chave, Brasil e Argentina disputam uma vaga na decisão.

Copa América