Conteúdo por Gazeta Esportiva

Volpi tenta explicar lance “infeliz” do gol de empate, mas foge de desculpas

Atualizado

Volpi definiu o lance como um “infelicidade” (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

Um lance curioso originou o gol de empate do Palmeiras contra o São Paulo, neste sábado, no Estádio do Morumbi pelo Campeonato Brasileiro. Tiago Volpi fazia um bom jogo, com pelo menos três boas defesas, mas foi surpreendido por uma bola traiçoeira, que bateu na trave, nas suas costas e entrou de mansinho na meta são-paulina. Na saída de campo, o goleiro tentou explicar a jogada, mas não foi atrás de desculpas.

Estava fazendo um grande jogo, veio uma bola estranha, que na verdade eu nem entendi direito o que aconteceu. Ela bateu na trave, nas minhas costas e entrou. São ossos do ofício. É preciso erguer a cabeça e pensar no próximo jogo”, disse o jogador aos canais Premiere.

Perguntado se algo teria o atrapalhado na jogada, o goleiro preferiu não buscar desculpas.

“É melhor não dar desculpas. Foi uma infelicidade”.

Antes do gol de empate palmeirense, o São Paulo estava à frente no placar com o gol de Pablo ainda aos 10 minutos da etapa inicial.

Com o resultado, o São Paulo fica no oitavo lugar com 15 pontos. Na próxima rodada o Tricolor encara a Chapecoense, no Morumbi, no dia 22 às 20h. Já o Palmeiras, segue na liderança com 26 pontos e enfrenta o Ceará, no Castelão, às 19h no próximo sábado.

Futebol