Conteúdo por Gazeta Esportiva

Weverton prevê volta do rodízio de jogadores no Palmeiras

Atualizado

O rodízio de jogadores pode voltar ao Palmeiras neste segundo semestre. Com três competições pela frente (Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e Libertadores), Luiz Felipe Scolari pode voltar a adotar o modelo que funcionou no ano passado, em que conquistou o torneio por pontos corridos, e chegou às semifinais dos mata-matas.

“É um privilégio do treinador de poder ter tantas opções. A gente vem se fortalecendo num momento importante, são cinco meses para decidir muita coisa. É importante você olhar no elenco e ver todo mundo recuperado, ter o Willian de volta, o Luan, o Ramires chegando”, afirmou o goleiro Weverton.

“O Felipão fica muito confortável para escalar quem ele acha que tem que escalar, sabemos que tem muitas competições, vai dar para jogar todo mundo, porque vai ter lesão, vai ter cansaço, e a gente tem que se preparar bem para isso. Tem tudo para ser um grande ano”, completou.

O rodízio foi implementado no Palmeiras logo que Felipão retornou para sua atual terceira passagem pelo clube. Em 2018, o treinador utilizou escalações diferentes para os jogos de meio de semana, em relação aos finais de semana. Sendo assim, o time ‘B’ ficava restrito ao Campeonato Brasileiro e a equipe ‘A’ aos torneios mata-mata (ou Brasileirão, dependendo das datas).

Neste primeiro semestre, porém, o rodízio ficou de lado no clube. Apesar de escalar reservas em alguns duelos, a proporção de praticamente o mesmo número de jogos para cada um dos times não foi aplicada até o momento.

Desde o retorno aos treinos após dez dias de folga, em 24 de junho, o Palmeiras venceu jogo-treino contra o Oeste, perdeu amistoso para o Guarani e empatou com o Operário-PR. A volta oficial será no dia 10, contra o Internacional, às 21h30, no Allianz Parque, pelas quartas de final da Copa do Brasil.

Futebol