Conteúdo por Gazeta Esportiva

Weverton reclama da demora do VAR: “Perde muito tempo e não é reposto”

Weverton reclamou da demora do VAR (Foto: Cesar Greco/SEP)

Com tantas polêmicas relacionadas ao árbitro de vídeo, Palmeiras e Bahia atuaram por quase 110 minutos, já que foram nove de acréscimos no primeiro tempo e dez no segundo. Para o goleiro Weverton, porém, o tempo a mais dado pelo árbitro não foi bastante para repor as paradas proporcionadas pelo VAR.

“Perde muito tempo do jogo e não é reposto. Veio para ajudar? Veio. Mas esse é meu questionamento. Não tínhamos garantia que faríamos o gol com esse tempo, mas teria esse tempo para jogar, não seria determinante para o resultado”, disse ao Premiere.

Diogo Barbosa, autor de um dos pênaltis para o Bahia ao interferir na trajetória da bola com a mão dentro da área, preferiu não se alongar em relação à arbitragem e viu o empate com ruim para o Palmeiras na briga pela liderança com o Santos.

“Se a gente ganhasse, já encostava de novo no Santos. Mas com um a menos é difícil”, declarou, antes de qualificar o empate. “Ruim, a gente ficou com um a menos. Foi na luta, conseguimos fazer o gol, mas o VAR deu o pênalti. Não tem como discutir”, disse.

Com o resultado, o Palmeiras segue sem vencer no Brasileirão após a pausa da Copa América, mas diminui a vantagem do líder Santos para três pontos. Na próxima rodada, o Verdão viaja até Porto Alegre para encarar o Grêmio, na Arena, no sábado, às 21h (de Brasília).

Mais Esportes