Zagueiro do Santos justifica pênalti perdido e não teme rótulo de vilão

Neto foi o oitavo jogador do Peixe a bater e também o autor da cobrança que resultou no título do Ituano. No treinamento de sexta-feira, sua cobrança foi para fora

As cinco primeiras cobranças de pênalti terminaram empatadas entre Santos e Ituano, já que Anderson Sales e Rildo erraram. A partir daí, cada time tinha sua chance em penalidades alternadas, e Neto foi o oitavo jogador do Peixe a bater. Foi dele o erro que resultou no título para o Galo de Itu, e no vice do Alvinegro. Sem se mostrar abalado, o zagueiro santista justificou sua tentativa.

– Eu tentei bater no meio porque o goleiro estava pulando muito. Infelizmente isso acontece. Deus me deu essa oportunidade e virão outras – disse o beque, que fez a maior parte do campeonato como titular.

Tentando confortar seu companheiro, o volante Alison, que converteu seu pênalti, teve o mesmo discurso, e disse que Neto ainda terá muitos títulos pela frente.

– É um momento de consolo para o Neto, ele não deve ficar com a cabeça baixa, ele terá muito título para decidir na carreira – comentou o meio campista, que foi titular pela primeira vez no Paulista, justamente na final.

Na sexta-feira, no último treino do Santos aberto para a imprensa, o camisa 2 chutou sua penalidade para fora.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Esportes

Loading...