Caixa ‘pega de volta’ dinheiro não retirado de conta digital do saque extraordinário do FGTS

É possível solicitar o saque até 15 de dezembro, pelo app do FGTS. O crédito será feito na conta digital Caixa Tem em até 15 dias

A Caixa Econômica Federal retornará para as contas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) R$ 9,2 bilhões em recursos. O valor “pego de volta” pelo banco é referente ao saque extraordinário do fundo que foram creditados automaticamente nas contas digitais do Caixa Tem, mas não foram movimentados pelos titulares. O retorno começará neste sábado (6).

Valor voltará aos cofres públicos mas poderá ser solicitado novamente até dezembro – Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil/NDValor voltará aos cofres públicos mas poderá ser solicitado novamente até dezembro – Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil/ND

De acordo com informações divulgadas pelo site R7, os valores vão retornar às contas com a correção devida. Isto porque a Lei 14.075/2020, que regula as poupanças sociais digitais, determina que os valores retornem para as contas do FGTS corrigidos caso não sejam movimentados pelos titulares em até 90 dias após o período de saque.

De acordo com a Caixa, neste ano foram liberados cerca de R$ 30,1 bilhões em recursos para aproximadamente 43,7 milhões de trabalhadores com direito ao saque.

Trabalhadores que movimentaram valores do saque, bem como os que solicitaram o saque por meio do aplicativo FGTS, não terão os recursos retornados à conta no fundo.

Mesmo nos casos em que os valores forem retornados, será possível solicitar o saque até 15 de dezembro, pelo app do FGTS. O crédito será feito na conta digital Caixa Tem em até 15 dias.

Neste ano, foram liberados saques de até R$ 1 mil por trabalhador.

+

FGTS

Loading...