Escudo: Avaí
AVA Avaí
Escudo: Sampaio Corrêa
SAM Sampaio Corrêa
Estádio da Ressacada - 20/09/2020 às 11h00

Avaí é goleado dentro de casa pelo Sampaio Corrêa: 5 a 2

Em partida irreconhecível, Leão é amplamente dominado pelo então lanterna da competição; vexame da equipe que acumula quatro partidas sem vitória

Vexame, no dicionário a palavra significa “ação ou efeito de vexar; humilhação, vergonha”. Irreconhecível em campo o Avaí foi atropelado pelo então lanterna da Série B, Sampaio Corrêa na manhã e início da tarde deste domingo (20).

Vexame! Avaí é goleado pelo Sampaio Corrêa dentro de casa – Foto: Frederico Tadeu / AVAÍ F.C.

O Leão, estreando seu novo uniforme amarelo, foi amplamente dominado pela equipe visitante e perdeu pelo placar de 5 a 2 jogando na Ressacada. Caio Dantas (duas vezes), Marcinho, Daniel Felipe e Jackson marcaram para o Sampaio, enquanto Rafael Pereira e Gastón Rodriguez diminuíram para o mandante.

Com a derrota a equipe de Florianópolis estaciona na 12ª posição da tabela e vê o G4 cada vez mais longe.

Primeira etapa

Desastre, pesadelo, chame como quiser. Faltam palavras para definir o primeiro tempo do Avaí. Jogando em casa a equipe teve muitas dificuldades para a criação das jogadas ofensivas contra o lanterna da competição. A equipe visitante subia a marcação e obrigava os zagueiros Airton e Rafael Pereira a abusar dos lançamentos longos.

O castigo veio logo aos 12 minutos. Em jogada que parecia controlada, Airton tocou para Lucas Frigéri, o goleiro tentou devolver de primeira para o zagueiro mas entregou de presente nos pés do centroavante Caio Dantas. O jogador teve apenas o trabalho de tirar do goleiro para abrir o placar.

Sem poder ofensivo pelo lado da equipe azurra, o Sampaio aproveitou os espaços as costas dos laterais Capa e Felipe para marcar o segundo no contra-ataque. Aos 29 Marcinho recuperou a bola no meio-campo, acionou Pimentinha pela ponta direita, o jogador carregou e serviu Marcinho que chegou livre para estufar as redes.

Daniel Amorim voltou a sentir lesão e saiu machucado no segundo tempo – Foto: Frederico Tadeu / AVAÍ F.C.

Mas dizem que nada é tão ruim que não possa piorar. Pela primeira vez como titular, Adryan sentiu dores na parte posterior da coxa esquerda e pediu substituição dando lugar à Valdívia com apenas 35 minutos de jogo.

Se o 2 a 0 já parecia um desastre, a situação piorou cinco minutos depois. Em falta na lateral da grande área, Marcinho levantou e o zagueiro Daniel Felipe subiu livre para fazer o terceiro.

O desastre foi amenizado três minutos depois. Escanteio pela esquerda, Valdívia levantou e Rafael Pereira diminuiu.

Sem inspiração

O Avaí voltou com os mesmos problemas para o segundo tempo. Troca de passes lenta e poucas finalizações. Impaciente com a atuação da equipe, o técnico Geninho mexeu logo aos 17 minutos, e por atacado. Gastón Rodriguez, Getúlio e Arnaldo entraram nos lugares de Ralf, Kelvin e Felipe, respectivamente.

O “efeito” da substituição veio no minuto seguinte. Em bola levantada na área, Gastón dividiu com o zagueiro, e finalizou para grande defesa de Gustavo. Se lançando à frente os espaços, já presentes no primeiro tempo, ficaram ainda maiores no meio-campo azurra.

Aos 25, Vinícius Kiss recuperou a bola no meio-campo, e “rasgou” a zaga avaiana com passe deixando o artilheiro do dia, Caio Dantas, na cara do gol para marcar o quarto.

Aos 33 o Leão respondeu, o garoto Luan, que entrou na vaga do lesionado Daniel Amorim, serviu Gastón na cara do gol, o centroavante tocou para Getúlio completar para as redes. Porém, erroneamente, foi marcado impedimento anulando o tento.

Quatro minutos depois o Avaí conseguiu diminuir. Arnaldo recebeu pela direita e cruzou na cabeça de Gastón Rodriguez para marcar o segundo. Na base do abafa o Leão ainda tentou pressionar, mas sem efetividade.

Nos acréscimos o buraco ficou ainda mais fundo. Roney avançou pela direita, tocou para Diego Tavares que serviu Jackson, já sem goleiro, para fazer o quinto.

O Avaí volta a campo na próxima sexta-feira (25) quando encara o Cruzeiro no Mineirão. O Sampaio agora volta suas forças para a final do Campeonato Maranhense.

FICHA TÉCNICA

Avaí 2×5 Sampaio Corrêa

Avaí: Lucas Frigéri; Felipe (Arnaldo), Rafael Pereira, Airton e Capa; Ralf (Gastón Rodriguez), Pedro Castro, Kelvin (Getúlio), Adryan (Valdívia) e Rildo; Daniel Amorim (Luan). Técnico: Geninho

Sampaio Corrêa: Gustavo; Luís Gustavo, Daniel Felipe, Joécio e João Victor; André Luiz, Vinícius Kiss (Ferreira) e Marcinho (Robson); Gustavo Ramos (Diego Tavares), Pimentinha (Roney) e Caio Dantas (Jackson). Técnico: Léo Conde

Local e data: estádio da Ressacada, em Florianópolis, 20/9/2020

Cartões amarelos: Capa (A), Rafael Pereira (A), Rildo (A)

Gols: Caio Dantas (S) aos 12’ do primeiro tempo e 25’ do segundo tempo, Marcinho (S) aos 29’ do primeiro tempo, Daniel Felipe (S) aos 40’ do primeiro tempo e Jackson (S) aos 49’ do segundo tempo ; Rafael Pereira (A) aos 43’ do primeiro tempo e Gastón Rodriguez (A) aos 37’ do segundo tempo

Arbitragem: Emerson de Almeida Ferreira (MG), auxiliado por Frederico Soares Vilarinho (MG) e Helen Aparecida Gonçalves Silva Araújo (MG)

Lances da partida

+

Futebol Brasileiro