Escudo: Cruzeiro
CRU Cruzeiro
Escudo: Avaí
AVA Avaí
Estádio do Mineirão - 25/09/2020 às 21h30

Avaí vence o Cruzeiro e sobe na tabela da Série B

Meia Pedro Castro fez o gol da vitória aos 33 minutos da segunda etapa após grande jogada de Getúlio

O Avaí foi a Belo Horizonte (MG) e bateu o Cruzeiro no estádio do Mineirão na noite desta sexta-feira (25). O meia Pedro Castro marcou o gol solitário da partida, já aos 33 minutos da segunda etapa após ótimo cruzamento de Getúlio.

Pedro Castro sai para comemorar o gol do Avaí – Foto: André Palma Ribeiro/Avaí F.C

O Leão quebra a sequência de quatro partidas seguidas sem vencer e de quebra aumenta a crise na equipe mineira. Com a vitória o Leão sobe duas posições na tabela e chega a 11ª posição, com 13 pontos.

Poucas emoções na primeira etapa

O 0 a 0 refletiu bem a primeira etapa e as posições em que Cruzeiro e Avaí iniciaram a 11ª rodada da Série B. Apesar de comandar as ações, chegando a ter mais de 73% de posse de bola, a equipe mineira teve dificuldades na criação das jogadas.

O “Cabuloso” apostou em finalizações de fora da área, principalmente com o volante Felipe Machado. O jogador tentou ao menos três finalizações de média e longa distância, mas a pontaria não esteve em dia.

Apostando no contra-ataque, o Avaí não teve chances claras de gol. O Leão conseguiu uma boa escapada logo aos sete minutos. Jean Martim, de volta ao time titular após cumprir suspensão, achou ótimo lançamento para Rildo, o atacante avançou em direção ao gol mas acabou travado pelo zagueiro Cacá.

Aos 29 a equipe catarinense chegou novamente, Gastón acionou Rildo pela ponta esquerda, que tentou devolver para o centroavante uruguaio, mas o volante Ariel Cabral conseguiu cortar antes da finalização.

Titular logo na estreia, o meio-campo Renatinho apareceu apenas em faltas e cobranças de escanteio, além de levar um cartão amarelo após falta dura em Airton.

A única chance clara de gol da primeira etapa aconteceu já nos acréscimos, e na bola parada. Felipe Machado fez o cruzamento e Manoel apareceu sozinho por trás da zaga do Leão para cabecear rente a trave de Frigéri.

Segundo tempo

O técnico Geninho foi obrigado a mexer na equipe já no intervalo. O lateral Felipe sentiu um problema na coxa direita e deu lugar a Arnaldo.

A segunda etapa voltou na mesma “pegada” da primeira. O Cruzeiro tinha a posse de bola, mas pouco ameaçava o gol avaiano. Aos nove minutos o goleiro Fábio quase “entregou o ouro”. O arqueiro tentou sair jogando com os pés, e deu no pé de Renatinho, mas o meia se atrapalhou ao dominar e devolveu a gentileza ao goleiro.

O Cruzeiro assustou aos 11. Marquinhos Gabriel, ex-Avaí, arrancou pela esquerda e cruzou rasteiro, Marcelo Moreno se esticou, mas finalizou mal. Aos 16, outro susto. Daniel Guedes passou por Capa, foi à linha de fundo, cruzou e Arthur Caíke, livre, cabeceou por cima da trave. A equipe mineira pediu pênalti no lance. O atacante cruzeirense acabou se chocando com a trave e precisou ser substituído.

Pedro Castro cabeceia para fazer 1 a 0 para o Avaí – Foto: André Palma Ribeiro/Avaí F.C

Aos 19 minutos, o zagueiro Rafael Pereira acabou sentindo um problema muscular e pediu substituição. O lance acabou sendo “decisivo” para os números finais da partida. O técnico Geninho aproveitou a parada para fazer duas mexidas, entraram Kunde no lugar do zagueiro lesionado, e Getúlio no lugar de Gastón Rodriguez.

Aos 33, Getúlio recebeu pela ponta esquerda, cortou o zagueiro Cacá e cruzou para Pedro Castro cabecear sem chances para o goleiro Fábio.

Com muita desorganização o Cruzeiro tentou pressionar o Avaí até o fim da partida e abusou dos cruzamentos para a área. A equipe chegou a assustar em finalização de Régis após os 40 minutos, mas o meia parou em Lucas Frigéri.

Próxima parada

O Avaí volta a campo na próxima terça-feira (29) quando encara o rival Figueirense no estádio da Ressacada. Já o Cruzeiro recebe a Ponte Preta na quarta-feira (30).

FICHA TÉCNICA:

Cruzeiro 0x1 Avaí

Cruzeiro: Fábio; Daniel Guedes (Rafael Luiz), Manoel, Cacá e Matheus Pereira; Felipe Machado, Ariel Cabral (Ramon), Maurício (Marquinhos Gabriel), Airton (Régis) e Arthur Caíke (Thiago); Marcelo Moreno. Técnico: Ney Franco

Avaí: Lucas Frigéri; Felipe (Arnaldo), Rafael Pereira (Kunde), Airton e Capa; Ralf, Jean Martim, Pedro Castro e Renatinho (Valdívia); Rildo (Vinícius Jaú) e Gastón Rodriguez (Getúlio). Técnico: Geninho

Local e data: Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG), 25/9, às 21h30

Arbitragem: Alexandre Vargas Tavares de Jesus (RJ) apita a partida, auxiliado por Thiago Rosa de Oliveira (RJ) e Daniel do Espirito Santo Parro (RJ)

Gol: Pedro Castro (A), aos 33’ do segundo tempo

Cartões amarelos: Daniel Guedes (C), Cacá (C), Matheus Pereira (C) e Ariel Cabral (C); Renatinho (A), Kunde (A)

Lances da partida

+

Futebol Brasileiro