Escudo: Brasil de Pelotas
GEB Brasil de Pelotas
Escudo: Figueirense
FIG Figueirense
Estádio Bento Freitas - 17/10/2020 às 18h30

Em jogo de poucas emoções Figueirense e Brasil de Pelotas ficam no 0 a 0

Equipes permanecem estacionadas na parte debaixo da tabela de classificação da Série B. Brasil teve gol anulado no fim, lance gerou muita reclamação

Em partida com poucas emoções Brasil de Pelotas e Figueirense não saíram do 0 a 0 no estádio Bento Freitas, em Pelotas (RS), na noite deste sábado (17).

Figueirense e Brasil de Pelotas não saíram do 0 a 0 no estádio Bento Freitas – Foto: Andrey de Oliveira/FFC

Com o resultado a equipe gaúcha fica estacionada na 14ª posição com 19 pontos, enquanto o Furacão ganha uma posição e sobe para 17º lugar mas permanece na zona de rebaixamento.

Poucas emoções

O primeiro lance do jogo deu uma amostra do que seria o primeiro tempo. Com apenas 14 segundos o volante Geovane deu entrada dura em Jarro e levou cartão amarelo. No lance seguinte, Patrick deu chegada dura e Bruno Matias, dessa vez “perdoado” pelo árbitro Adriano Barros Carneiro.

Com 15 desfalques além do técnico Elano, o preparador físico da equipe, Rafael Rodrigues, que comandou a equipe na partida deste sábado escalou o Figueirense em uma composição tática diferente.

Pereira, Victor Oliveira e Brunetti formaram a linha de três zagueiros, com Lucas Carvalho, pela direita, e Sanchez pela esquerda como alas. O atacante Nicholas, após muito tempo voltou a figurar entre os 11 iniciais e atuou no ataque ao lado do experiente Alecsandro.

A primeira etapa se resumiu a um jogo muito truncado, com passes errados e 18 faltas, nove para cada lado.

Com alguma emoção apenas dois lances, ambos da equipe Xavante. Aos 18 minutos, Danilo Gomes recebeu bom passe de Bruno Santos pela ponta esquerda, “costurou” a zaga do Figueirense e bateu cruzada da entrada da área. O chute rasteiro passou a esquerda do gol de Sidão.

A outra chance veio apenas aos 44. Em escanteio cobrado pelo lado esquerdo, Pablo desviou, a bola sobrou limpa para Luiz Henrique bater forte para Sidão fazer grande defesa.

O Figueirense finalizou apenas uma vez no primeiro tempo, com Alecsandro de fora da área, porém, sem sustos para o goleiro Matheus Nogueira.

Segunda etapa

O segundo tempo foi com a mesma “pegada” do primeiro. Sem inspiração ofensiva, o Brasil de Pelotas tentava chegar na base do abafa e criou a primeira chance aos dois minutos.

Isolado no ataque, em determinado momento da partida foi possível ver o centroavante Alecsandro buscando a bola no campo defensivo do Alvinegro. A equipe finalizou apenas duas vezes em toda a partida.

Em jogo morno, a equipe Xavante voltou a assustar apenas aos 31. Bruno Matias arriscou de muito longe e obrigou Sidão a fazer grande defesa. A bola ia no ângulo da meta do Furacão.

Partida foi muito truncada em especial na primeira etapa – Foto: Carlos Insaurriaga/Divulgação

Aos 35, outro susto. Jarro recebeu na ponta direita, foi a linha de fundo, cruzou rasteiro para trás, Delatorre furou, a bola sobrou para Gabriel Poveda que acabou finalizando em cima de Pereira. Os jogadores do Brasil acabaram pedindo toque de mão no lance, mas a bola explodiu no peito do defensor alvinegro.

Bola na trave e polêmica

Aos 41, Rafael Vinícius foi mais um a arriscar de fora da área, e acabou acertando a trave direita de Sidão.

A melhor chance do Figueirense aconteceu apenas aos 43 minutos. Em escanteio pela esquerda, Guilherme, que entrou no lugar de Lucas Carvalho, tentou o gol olímpico e acabou acertando o travessão de Matheus Nogueira.

Já nos acréscimos, o lance polêmico da noite. Rafael Vinícius cobrou falta na grande área, Sidão saiu de soco, porém a bola acabou indo para trás, Gabriel Poveda subiu mais que Pereira e mandou para as redes, porém o árbitro anulou o lance por falta do atacante no zagueiro Pereira.

Próxima parada

O Brasil de Pelotas volta a campo na próxima terça-feira (20) quando visita o América-MG em Belo Horizonte. Já o Figueirense recebe o CRB no Orlando Scarpelli na próxima quarta (21).

FICHA TÉCNICA:

Brasil de Pelotas 0x0 Figueirense

Brasil: Matheus Nogueira; Felipe, Leandro Camilo, Heverton e Bruno Santos; Pablo, Bruno Matias, Jarro (Bruno José), Thalles (Gabriel Poveda) e Danilo Gomes (Rafael Vinícius); Luiz Henrique (Delatorre). Técnico: Hemerson Maria

Figueirense: Sidão; Pereira, Victor Oliveira e Brunetti; Lucas Carvalho (Guilherme), Geovane, Patrick, Elyeser e Sanchez; Nicholas (Keké) e Alecsandro (Everton Santos). Técnico: Rafael Rodrigues

Cartões amarelos: Bruno Matias (B) e Rafael Vinícius (F); Pereira (F), Geovane (F), Keké (F) e Elyeser (F)

Arbitragem: Adriano Barros Carneiro (CE) auxiliado por Nailton Junior de Sousa Oliveira (CE) e Renan Aguiar da Costa (CE)

Local e data: estádio Bento Freitas, em Pelotas (RS), 17/10/2020

Lances da partida

+

Futebol Brasileiro