Conteúdo por Gazeta Esportiva

Brasil bate o México nos pênaltis e vai à final no futebol masculino

Após o empate no tempo normal e na prorrogação por 0 a 0, vaga na grande final foi decidida nas penalidades; Reinier converteu o pênalti decisivo

O Brasil está na final dos Jogos Olímpicos de Tóquio no futebol masculino. Em partida dramática, no início da manhã desta terça-feira (3), a equipe de André Jardine derrotou o México nos pênaltis, após empatar por 0 a 0 no tempo normal. Nas penalidades, os brasileiros tiveram 100% de aproveitamento nas cobranças, vencendo por 4 a 1.

Jogadores brasileiros comemoram a classificação para a final – Foto: Lucas Figueiredo/CBFJogadores brasileiros comemoram a classificação para a final – Foto: Lucas Figueiredo/CBF

O Brasil não fez um bom primeiro tempo em Kashima. A equipe não teve um grande volume ofensivo e viu o México criar a melhor chance, parando em defesa de Santos. A etapa final seguiu sonolenta e com pouco perigo no ataque. Na melhor chance do tempo normal, Richarlison acertou a trave em cabeceio.

O adversário do Brasil na final sairá do confronto entre Espanha e Japão, que se enfrentam às 8h desta terça-feira.

O jogo

A primeira chance da partida foi do Brasil, após um início de jogo muito disputado. Bruno Guimarães inverteu a bola para a esquerda e encontrou Arana, que finalizou e exigiu defesa de Ochoa. Aos 27 minutos, o árbitro assinalou pênalti em cima de Douglas Luiz, porém voltou atrás ao checar o VAR.

O México foi amplamente superior na reta final do primeiro tempo. Romo recebeu dentro da área e bateu de primeira, exigindo bela defesa de Santos. Na sequência, Antuna conseguiu tirar o goleiro, chutou e parou na defesa brasileira, que bloqueou.

Segundo tempo

O Brasil seguiu tento dificuldade para furar a defesa do México, com pouca criação. Na primeira oportunidade, Antony fez jogada individual pela direita, cortou para dentro e finalizou para defesa de Ochoa.

Bem marcado, Richarlison não conseguiu marcar – Foto: Lucas Figueiredo/CBFBem marcado, Richarlison não conseguiu marcar – Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Na sequência, Daniel Alves cruzou pela direita, e Richarlison testou na trave, na melhor chance do jogo. No rebote, o Pombo bateu cruzado, mas Martinelli não conseguiu completar para as redes.

Na prorrogação, o Brasil apenas conseguiu chegar em um chute de fora da área de Arana, repetindo o desempenho ruim do tempo normal.

Reinier e Santos comemoram a vaga na final – Foto: Lucas Figueiredo/CBFReinier e Santos comemoram a vaga na final – Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Daniel Alves, Martinelli, Gabriel Guimarães e Reinier converteram as suas cobranças para o Brasil, que teve 100% de aproveitamento. Santos defendeu a cobrança de Aguirre, enquanto Vásquez chutou na trave. Rodríguez acertou o seu pênalti para os mexicanos.

FICHA TÉCNICA:

BRASIL (4) 0 X 0 (1) MÉXICO

Local: Estádio Kashima, em Kashima (JAP)

Data: 3 de agosto de 2021, terça-feira

Hora: 5h (de Brasília)

Árbitro: Georgi Kabakov (BUL)

Assistentes: Martin Margaritov e Diyan Valkov (ambos de BUL)

VAR: Marco Guida (ITA)

Cartões amarelos: Diego Carlos, Antony, Reinier, Douglas Luiz, Bruno Guimarães (Brasil); Montes, Lainez, Loroña (México)

GOLS:

Brasil:

BRASIL: Santos, Daniel Alves, Nino, Diego Carlos, Guilherme Arana; Douglas Luiz (Matheus Henrique), Bruno Guimarães, Claudinho (Reinier); Antony (Malcom);, Richarlison e Paulinho (Martinelli)

Técnico: André Jardine

MÉXICO: Ochoa; Loroña, César Montes, Johan Vásquez, Angulo (Mora); Esquivel (Carlos Rodríguez), Luís Romo, Córdova (Ricardo Angulo); Antuna (Lainez), Alexis Vega (Alvarado) e Henry Martín (Eduardo Aguirre).

Técnico: Jaime Lozano

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Futebol Brasileiro

Loading...