Celsinho registra BO por racismo durante partida em Brusque

Jogador foi chamado de “macaco” durante partida entre o Brusque e o Londrina no último sábado (28)

Após ter sido vítima de racismo durante partida em Brusque, o jogador Celsinho, do Londrina Esporte Clube, registrou um BO (Boletim de Ocorrência) na manhã desta quinta-feira (2). A informação foi confirmada ao ND+ pela assessoria de imprensa do time.

Celsinho denunciou o caso de racismo no sábado (28), no Augusto Bauer, em Brusque – Foto: ReproduçãoCelsinho denunciou o caso de racismo no sábado (28), no Augusto Bauer, em Brusque – Foto: Reprodução

Segundo a assessoria de imprensa do Londrina, o BO será enviado ao Brusque, onde as investigações devem continuar. O episódio ocorreu no último sábado (28), durante a partida entre o Brusque e o Londrina, no Estádio Augusto Bauer.

O meia relatou ao quarto árbitro que uma pessoa que estava em um dos camarotes teria o chamado de “macaco” no primeiro tempo da partida.  Ao final do jogo ele identificou uma pessoa, que seria dirigente do clube da casa.

“É uma pessoa de camisa vermelha. Ele pode ficar tranquilo porque vai responder por isso. Nós estamos em pandemia e não sei porque ainda deixam tanta gente entrar no estádio”, disse o meia Celsinho, que no segundo tempo entrou no lugar de Lucas Lourenço.

O suposto infrator estava vendo o jogo em um camarote, mas desceu na arquibancada, perto do túnel do Londrina e ainda discutiu com alguns jogadores paranaenses.

Outros casos de racismo

Celsinho também foi ouvido pelo MP (Ministério Público) sobre outros três casos em que foi alvo de ofensas racistas neste ano. Os episódios aconteceram em partidas contra Goiás e Remo, em julho. As ofensas teriam sido feitas por radialistas durante as transmissões das partidas.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Futebol Brasileiro

Loading...