Rafinha: “Fomos bem contra o Juventude, mas temos que melhorar”

Lateral tricolor falou com a imprensa destacou a importância da intensidade no jogo do último domingo. Para ele, mescla entre jogadores jovens e experientes é importante

O lateral Rafinha destacou o retorno dos torcedores na vitória do Grêmio sobre o Juventude no último domingo, por 3 a 2, em Porto Alegre. Para ele, que chegou ao clube em março de 2021, a presença de público na Arena ainda é uma novidade. “Feliz de ter voltado a vencer mas, para mim, a presença da torcida foi o mais importante.”

Rafinha espera que o Tricolor encontre o caminho das vitórias - Foto: Foto: Lucas Uebel/Gremio FBPARafinha espera que o Tricolor encontre o caminho das vitórias – Foto: Foto: Lucas Uebel/Gremio FBPA

Mesmo o grupo não conseguindo apresentar o futebol que é capaz, ou que o torcedor espera, Rafinha enfatiza que todos sabem a situação do time na tabela e o risco que se corre. “É claro que sim. Por isso estávamos correndo muito atrás dessa vitória, precisando muito vencer.”

ESTABILIDADE E ESTILO DE JOGO

Como esperado, a vitória no último domingo melhorou o ambiente depois de uma semana conturbada, com sequência de derrotas e duas trocas de treinador. “Precisando vencer essas coisas extracampo também impactam, é claro”, resumiu o lateral.

Rafinha ressaltou ainda o estilo mais ofensivo de Vagner Mancini em relação a Felipão. “O professor Felipe prezava mais a marcação, era mais conservador. O Mancini é um pouco mais ofensivo. Esperamos que com a mudança encontremos o caminho das vitórias, que é o que precisamos.”

Sobre a intensidade característica do time no último jogo, Rafinha acredita que deve ser mantida. “Vai manter. Tem que só aumentar para conseguir bons resultados.” “Eu sou a favor da mescla dos mais experientes com os jovens. Temos que saber que estamos num momento delicado, e fica mais tranquilo quando tem jogador mais experiente, mais cascudo”, explicou.

ALISSON

O lateral ainda elogiou o colega Alisson, que vem se destacando nos últimos jogos. “É um jogador que tem suas qualidades, muito importante, motorzinho do time. Se não tem na técnica vai na vontade, ele vem participando taticamente de todos os jogos.”

Sobre renovação, Rafinha destacou o foco na recuperação do Grêmio na tabela. “Não parei para tratar do ano que vem ainda. O momento é de concentrar no Brasileirão. Posso dizer que estou muito feliz no Grêmio, me identifiquei muito, muita tradição, muitas conquistas. A diretoria também tem outras preocupações agora.”

MÁ INFLUÊNCIA

Rafinha também falou sobre a fama de má influência que está surgindo sobre ele mesmo. “Foi uma surpresa. Eu acho que jornalista tem liberdade para opinar, o que não pode é inventar alguma coisa sendo que a pessoa não me conhece. Falar do jogador, não corre, não cruza, a gente entende, mas do caráter, tem que conhecer.”

Por fim, Rafinha destacou que o desafio ainda está longe de terminar: “Fomos bem contra o Juventude, mas temos que melhorar. O importante é fazer uma semana maravilhosa de trabalho pra ir com força total”, finalizou.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Grêmio

Loading...