De volta treze anos depois, Bruno Alves quer fazer história no Grêmio

Zagueiro de 30 anos foi reprovado em um teste no sub-20 em 2009. Desde então, tinha o objetivo de defender o Tricolor, alcançado agora

Assim como o atacante Janderson, o zagueiro Bruno Alves, 30 anos, também foi apresentado nesta sexta-feira como reforço do Grêmio para a temporada 2022. Depois de cinco temporadas defendendo o São Paulo, o jogador, chega para ser uma liderança dentro e fora de campo, contou, em suas primeiras palavras, a sua relação anterior com o Tricolor.

Bruno Alves celebra retorno ao Tricolor treze anos depois - Foto: Lucas Uebel/Gremio FBPA/NDBruno Alves celebra retorno ao Tricolor “”treze anos depois” – Foto: Lucas Uebel/Gremio FBPA/ND

“Em 2009 eu vim fazer teste no sub-20 e não passei. Saí do olímpico chorando, liguei para a minha mãe, que falou: “Não se preocupa, um dia você vai voltar aí. Treze anos depois, estou aqui.”

DISPUTA NA ZAGA

Bruno sabe que terá como companheiros de posição dois ídolos da torcida gremista: Geromel e Kannemann. “Feliz por estar no Grêmio e encontrá-los. Tenho certeza de que posso ajudar, além de aprender bastante com eles. Tenho falado mais com o Geromel (o Kannemann está afastado) e buscando me entrosar o mais rápido possível”, contou.

A VOLTA AO GRÊMIO

“Acredito muito em Deus. Não tive a felicidade de participar da equipe naquela época, fui para o Figueirense, iniciei no profissional. Fui emprestado e, nos últimos quatro anos, joguei no São Paulo, onde amadureci como profissional e ser humano”, declarou.

“Estou pronto e me dedicando cada vez mais para poder ajudar o Grêmio. Conheço um pouco sobre o campeonato gaúcho por ter iniciado a carreira em Santa Catarina, sabemos que são jogos difíceis. O negócio é se preparar bem, ter bom elenco.”

COMEÇO DE 2022

O novo zagueiro gremista elogiou a pré-temporada que o Grêmio vem realizando como preparação para as disputas do ano. “É bom fazer uma boa pré-temporada, te dá condições de você se preparar melhor. Vamos encarar todos os jogos como uma decisão. A primeira rodada vale os mesmos três pontos que a última. Nenhum time conquista o acesso nas últimas rodadas, mas com a regularidade”, ressaltou, falando sobre a Série B.

Bruno Alves disse que está tendo a chance de conhecer bem o clube, o que é importante. “Chego conversando no dia a dia, procuro entender o clube, os jogadores. A gente vai se entendendo, sabemos como os líderes trabalham e chegamos para somar. O ano é longo, todos terão oportunidades.”

COLEGAS DE SÃO PAULO

Sobre o ano de 2021, Bruno destacou que “até o mata-mata da Libertadores eu fazia parte do revezamento do técnico Crespo. No total acredito que fiz uns 40 jogos em 2021. Venho preparado, sabendo que sempre temos que melhorar, que evoluir.”

Em 2022 o zagueiro reencontrará alguns companheiros do período no tricolor paulista. Além de Orejuela e Benitez, também recém-chegados ao Grêmio, Bruno também jogou com Diego Souza no time do Morumbi. “Tem também jogadores que eu já joguei várias vezes contra, como é o caso da própria dupla de zaga e do Ferreira. Estou feliz de poder encontrar grandes jogadores e seres humanos”, definiu.

Mesmo que não tenha sido um grande ano para o tricolor paulista, o time permaneceu na Série A 2022. Então, por que o trocar pelo Grêmio, em um ano de Série B? “Como eu falei, é um desejo antigo, uma ambição de conquistar coisas grandes aqui, participar dessa reformulação e fazer de tudo para ajudar o time. É uma oportunidade esperada, é bom estar de volta treze anos depois.”

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Grêmio

Loading...