Inter busca empate no final, mas desperdiça chance de ir à zona da Libertadores

Com o 2 a 2 diante do Santos, neste domingo, na Vila Belmiro, clube segue em 10º. Está a dois pontos da posição que lhe daria vaga à principal competição continental, e a seis do 17º colocado

Os resultados paralelos até que ajudaram, mas quem não se ajudou foi o próprio Inter. Depois de estar vencendo por 1 a 0, resultado que o colocaria em sexto lugar e na zona da Libertadores, o Colorado cedeu a virada para o Santos, ainda no primeiro tempo, neste domingo, na Vila Belmiro. Quando tudo parecia perdido, aos 43 minutos da etapa final, conseguiu o empate. Com o resultado, válido pela 17ª rodada do primeiro turno, o clube gaúcho ficou na 10ª posição.

Argentino Mercado fez gol em sua estreia pelo Colorado – Foto: Ricardo Duarte/Inter/DivulgaçãoArgentino Mercado fez gol em sua estreia pelo Colorado – Foto: Ricardo Duarte/Inter/Divulgação

Com o Brasileirão chegando quase à metade, o Inter se mostrou até agora um leão contra os cariocas (duas goleadas em Flamengo e Fluminense) e um gatinho contra os paulistas. Fora duas derrotas (para São Paulo e Palmeiras) e dois empates (Santos e Corinthians). Ainda enfrentará o Bragantino, dia 7/9, no Beira-Rio, em partida que fecha o primeiro turno. Antes, dia 27/8, o clube gaúcho vai a Goiás para enfrentar o Atlético-GO.

MERCADO

O técnico Diego Aguirre confirmou a estreia de Mercado, improvisado na lateral direita. E não faltaram emoções para o argentino. Ele fez um belo gol, aos 9min, para abrir o placar. Depois, falhou feio em um lance que quase terminou em gol e, no início do segundo tempo, deveria ter sido expulso após entrada violenta em  Marcos Leonardo – mesmo chamado pelo VAR, que entendeu ser lance de expulsão, o árbitro aplicou apenas cartão amarelo.

O jogador, que não atuava desde abril, mostrou ainda estar sem o futebol que o levou para a Copa de 2018 pela Argentina. Será difícil ele ser fixado na ala. A tendência é que dispute a vaga no miolo do zaga, com Bruno Mendéz e Victor Cuesta.

INOVAÇÃO

Aos 21 minutos do segundo tempo, o técnico Aguirre resolveu inovar. Mercado, visivelmente esgotado, deu lugar a Guerrero. Veio então uma grande mudança: Edenilson foi para a lateral direita, Patrick passou a atuar mais recuado e Yuri Alberto virou meia-atacante. Assim, o Inter se mandou para o ataque. Cinco minutos depois, em contra-ataque, Madson desperdiçou grande chance. O prêmio para a ousadia veio ao final, com Yuri Alberto, que pela primeira vez marcou gol contra o seu ex-clube.

Com 22 pontos, o Inter fica a dois do Corinthians, sexto colocado, com 24. Mas está a apenas cinco pontos do Fluminense (17), 16º e primeiro time fora da zona de rebaixamento.

MELHORES MOMENTOS

1º tempo

9min – Rodrigo Lindoso pegou a sobra e mandou para área. A defesa vinha saindo e a bola sobrou para Gabriel Mercado fazer 1 a 0.

17min – Mercado falhou feio e entregou para Marcos Leonardo, livre na área, mas ele tocou por cima do gol!

19min – Patrick chegou à entrada da área e, mesmo com Yuri Alberto livre na área, arriscou o chute a gol. A bola bateu na zaga e foi pra fora.

23min – Pirani invadiu a área e só desviou na saída de Daniel: 1 a 1

34min – Lucas Braga cruzou pela esquerda, Madson se antecipou à zaga e cabeceou para fazer 2 a 1.

2º tempo

6min – Taison avançou pela direita e foi parado com falta dura por Wagner Palha, que havia levado cartão amarelo minutos antes. O árbitro apenas marcou falta.

9min – Mercado cometeu falta feia em Marcos Leonardo. O VAR chamou o árbitro, pois entendeu ser lance de  expulsão. O árbitro contemporizou e aplicou apenas cartão amarelo.

43min – Quando o jogo estava sonolento e não parecia mais que haveria  alteração no placar, Edenilson fez grande jogada e deixou Yuri Alberto livre para empatar a partida contra seu ex-clube.

PRÓXIMA RODADA

Atlético-GO x Inter, domingo (27/8), 18h15min.

FICHA TÉCNICA

Santos 2×2 Inter
Data: 22/8
Local: Estádio da Vila Belmiro (SP)

Santos
João Paulo; Madson, Wagner Palha, Luis Felipe e Jonatan; Camacho e Jean Mota; Pirani, Carlos Sánchez (Vinícius Balieiro) e Lucas Braga; Marcos Leonardo (Bruno Marques). Técnico: Fernando Diniz

Internacional
Daniel; Mercado (Guerrero), Bruno Méndez, Cuesta e Moisés (Paulo Vitor); Dourado e Lindoso (Boschilia); Edenilson, Taison e Patrick (Palácios); Yuri Alberto (Johnny). Técnico: Diego Aguirre

Arbitragem: Wagner do Nascimento Magalhães, auxiliado por Michael Correia e Thiago Henrique Neto Corrêa Farinha. VAR: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (quarteto do RJ).

Gols: Mercado (9min do 1º tempo), Pirani (23min do 1º tempo), Madson (34min do 1º tempo) e Yuri Alberto (43min do 2º tempo).

Cartões amarelos: Lindoso, Mercado (I); Wagner Palha, Fernando Diniz  (S)

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Futebol Brasileiro

Loading...