Inter aguarda desfecho do Brasileirão para ver quanto terá para investir em 2022

Classificação para Libertadores ou Sul-Americanas tem um abismo de diferença na preparação do time e no aporte financeiro. Time só volta a campo segunda-feira, contra o Atlético-GO, no Beira-Rio.

A direção do Inter aguarda a participação do time no Brasileirão para definir o planejamento de 2022. Os jogos contra Atletico-GO, dia 6 de dezembro, no Beira-Rio, e Bragantino, dia 9, em São Paulo, serão cruciais para saber o quanto o clube pretenderá investir na próxima temporada. Se o clube mantiver a instabilidade, terá de se contentar com a classificação para a Sul-Americana. Porém, caso vença os dois confrontos e consiga vaga na Libertadores, o aporte financeiro cresce.

Venda de Yuri Alberto é a esperança da direção em conseguir equilibrar o caixa em 2022- Foto: Ricardo Duarte/Inter/DivulgaçãoVenda de Yuri Alberto é a esperança da direção em conseguir equilibrar o caixa em 2022- Foto: Ricardo Duarte/Inter/Divulgação

Uma mudança a queda no time para o Brasileirão já ocasionou: a volta das férias. A fase de grupos da Libertadores 2022 começa dia 6 de abril, mas as chances de o Inter se classificar direto são quase nulas. Teria de ficar entre os seis melhores do Brasileirão, e hoje é nono. Classificar-se às fases iniciais, com dois confrontos mata-mata antes da fase de grupos, ainda é um sonho possível, embora pouco provável. O Colorado terá de ficar em sétimo ou oitavo. Mas, nessa fase, as partidas começam em 9 de fevereiro, fazendo com que o clube gaúcho tenha de antecipar sua pré-temporada e, consequentemente, a reapresentação dos atletas.

Grandes na preparação do time, as mudanças são ainda maiores na parte financeira das duas competições internacionais. O clube que chegar às quartas da Libertadores vai faturar pelo menos R$ 31 milhões. A mesma fase, na Sul-Americana, garante ao clube participante quase três vezes menos: R$ 11 milhões. A diferença de valores torna-se decisiva na hora de contratar reforços e definir a folha de pagamento.

Por enquanto, para garantir equilíbrio na próxima temporada, a direção aposta na venda de Yuri Alberto a clubes europeus. Apesar de não ter passagem na Seleção Brasileira (apenas na sub-17), sua idade (21 anos), o clube que o lançou (Santos, cujo histórico de jogadores que deram certo no exterior é grande) e o fato de ter feito ótimo Brasileirão despertaram interesse    de gigantes como Milan, da Itália, e Manchester, da Inglaterra. Os dirigentes colorados esperam obter perto de R$ 100 milhões pelo centroavante.

Negócio à parte, o técnico Diego Aguirre busca a fórmula para a equipe voltar a vencer depois de três derrotas e um empate. O treinamento da manhã desta segunda-feira teve atividades físicas e regenerativas no Parque Gigante para quem atuou no 1 a 1 contra o Santos. Os demais realizaram exercícios com bola. Na próxima rodada, o treinador uruguaio terá o retorno de Rodrigo Dourado, que cumpriu suspensão. Uma vitória, combinada com tropeços de Ceará e América-MG, reconduz, ao menos momentaneamente, o Inter ao oitavo lugar. Já a derrota elimina qualquer pretensão de chegar em 2022 à principal competição de futebol do continente.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Inter

Loading...