Inter fica no 1 a 1 com o Santos e vai dando adeus à Libertadores

Faltando duas rodadas para o final do Brasileirão, Colorado é nono. Técnico Diego Aguirre ganha uma semana para treinar o time, que volta a jogar dia 6/12, contra o Atlético-GO, de novo no Beira-Rio.

Depois de um ótimo primeiro tempo, o Inter caiu demais da etapa final e ficou apenas no 1 a 1 com o Santos, neste domingo, no Beira-Rio. Faltando apenas duas rodadas para o final do Brasileirão, o Colorado não depende mais apenas de suas forças para chegar à Pré- Libertadores – a vaga na fase de grupos da competição em 2022 tornou-se um sonho quase inalcançável.

Bem marcado, Taison caiu demais na etapa final – Foto: Ricardo Duarte/Inter/DivulgaçãoBem marcado, Taison caiu demais na etapa final – Foto: Ricardo Duarte/Inter/Divulgação

O clube gaúcho vinha de três derrotas seguidas e, em seus últimos 11 jogos, conseguiu apenas duas vitórias. Termina a 36ª rodada em nono, com 48 pontos. Se ficar em sétimo ou oitavo, consegue acesso à fase inicial da principal competição interclubes da América em 2022.

O técnico Diego Aguirre tem agora uma semana de treinos pela frente e só volta a atuar dia 6 de dezembro, contra o Atlético-GO, no Beira-Rio. Os torcedores gaúchos voltam suas atenções para o duelo entre América-MG e Chapecoense, nesta terça-feira, em duelo atrasado da 35ª rodada. Rival direto pela vaga, o time mineiro é décimo (46 pontos) e, se vencer, ultrapassa o Inter na tabela.

Neste domingo, durante todo o primeiro tempo, o Inter amassou o Santos. Mas o gol só saiu aos 45min, e contra. Patrick cruzou da esquerda para Yuri Alberto, mas no meio do caminho Luiz Felipe tentou cortar e mandou para as próprias redes. Na segunda etapa, o Santos veio com tudo. Com 1min, após escanteio cobrado Pirani, a defesa do Inter se atrapalhou e Marcos Leonardo ficou livre na área: 1 a 1. Dois minutos depois, o mesmo jogador marcou de novo, mas estava em posição de impedimento. O Inter até esboçou uma pressão no final, mas abriu espaços na defesa e, não fossem defesas importantes de Marcelo Lomba, o Santos voltaria a São Paulo com os três pontos.

– Tomamos o gol muito cedo no segundo tempo, isso complicou tudo. Enquanto tiver chance de classificação, vamos lutar pela Libertadores – disse ao final o meia Maurício.

FICHA TÉCNICA

Inter 1 x 1 Santos

Estádio Beira-Rio

28/11 – Brasileirão, 35ª rodada

Inter: Marcelo Lomba; Saravia (Mercado), Bruno Méndez, Cuesta e Moisés; Johnny (Zé Gabriel) e Edenilson; Palacios (Heitor), Taison e Patrick (Maurício); Yuri Alberto. Técnico: Diego Aguirre.

Santos: João Paulo; Kaiky, Luiz Felipe e Danilo; Madson, Vinicius (Sandry), Lucas Braga, Gabriel Pirani (Carlos Sanchez) e Felipe Jonathan (Camacho); Marcos Leonardo (Raniel) e Angelo (Lacava). Técnico: Fábio Carille.

Gols: Luiz Felipe (S), contra, aos 45min do primeiro tempo, e Marcos Leonardo (S), aos 2min do segundo tempo. Cartões amarelos: Johnny (I) e Sandry (S). Arbitragem: Bráulio da Silva Machado, auxiliado por Éder Alexandre e Thiago Americano Labes (trio do catarinense). VAR: Pablo Ramon Goncalves Pinheiro (RN).

Jogos que faltam para o Inter – nono, com 48 pontos

Atlético-GO (C)

Bragantino (F)

Jogos que faltam para o Ceará – oitavo, com 49 pontos

Flamengo (F)

América-MG (C)

Palmeiras (F)

Jogos que faltam para o América-MG – décimo, com 46 pontos

Chapecoense (C)

Ceará (F)

São Paulo (C)

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Inter

Loading...