Inter leva 1 a 0 do Palmeiras em sua estreia no “minipaulistão”

Time do técnico Diego Aguirre levou um gol de pênalti, ficou com um homem a menos por quase todo o segundo tempo e não teve foras para reagir. Colorado recebe o Bragantino na quinta-feira no Beira-Rio

Em um jogo de bom nível técnico e decidido no detalhe, o Inter levou 1 a 0 no Palmeiras, neste domingo, no Allianz Parque, e permaneceu na sétima posição na tabela do Brasileirão.

Para os próximos três confrontos seguidos contra times paulistas, o técnico Diego Aguirre tenta fazer e o time não desanimar e, principalmente, colocar os nervos no lugar.

Edenilson perdeu a cabeça e prejudicou o time – Foto: Ricardo Duarte/Inter/DivulgaçãoEdenilson perdeu a cabeça e prejudicou o time – Foto: Ricardo Duarte/Inter/Divulgação

A volta de Edenilson depois de três jogos servindo à Seleção Brasileira não poderia ter sido pior. Por reclamação, ele foi expulso logo aos 6min do segundo tempo, depois do pênalti claro marcado para o Palmeiras, o que praticamente enterrou as chances coloradas de recuperação.

Pouco antes do início do jogo, o Inter que já não contava com o zagueiro Bruno Méndez, lesionado, teve mais dois desfalques. Rodrigo Lindoso sentiu lesão pouco antes do embarque para São Paulo e, com isso, Johnny assumiu uma vaga no meio-campo. E, já no vestiário da Arena Palmeiras, o goleiro Daniel reclamou de dores musculares no lado direito do tórax e foi substituído por Marcelo Lomba.

Apesar dos desfalques, o Inter começou bem o jogo e manteve a partida parelha por todo o primeiro tempo. O Palmeiras tinha mais volume, mas o Inter, na base do contra-ataque, levava perigo.

Veio a segunda etapa e, aos 5min, o lance decisivo. Rony cruzou da direita, a bola desviou na mão direita de Cuesta e parou em Lomba. Pênalti marcado em campo e confirmado pelo VAR. Indignados, jogadores colorados pressionaram o árbitro, que alegou ter sido ofendido por Edenilson e mostrou cartão vermelho para o volante. Raphael Veiga cobrou forte, no alto, sem chances para o goleiro: Palmeiras 1 a 0.

Pouco depois do gol, Aguirre mudou o esquema 4-5-1 para o 3-4-2, com a entrada de Zé Gabriel na defesa. Mesmo com um a menos, o Inter manteve o jogo equilibrado e, em alguns momentos, pressionou o Verdão.  Mas o time do técnico Abel Ferreira, classificado para a final da Libertadores e acostumado a decisões, soube segurar o resultado, que fez o clube pular da quinta para a quarta posição.

“Ficar com um homem a menos por quase todo o segundo tempo nos prejudicou muito. Agora é reunir forças e contar com apoio da torcida para que a gente possa se recuperar em casa”, avaliou o goleiro Marcelo Lomba.

Minipaulistão

Na quinta-feira, às 20, o Inter dá sequência ao seu “minipaulistão” contra outro rival direto por vaga na Libertadores, mas desta vez no Beira-Rio. O adversário é o Bragantino, quinto colocado, em jogo válido pela 19ª rodada e que havia sido adiado. Se conquistar os três pontos em casa, o Colorado  ganha ao menos uma posição na tabela.

MELHORES MOMENTOS

1º tempo

4min: Em jogada muito rápida, Adriano toca na esquerda para Dudu, que cruza rasteiro; Marcos Rocha domina e finaliza na trave esquerda de Lomba;

24min:  Em rápido contra-ataque, Yuri Alberto se livra de Marcos Rocha e,  de dentro da área, chuta rasteiro para boa defesa de Weverton;

2º tempo

5min: Rony cruzou da direita e a bola bateu na mão de Cuesta. Edenilson, por reclamação, foi expulso no lance. Veiga cobrou e fez Palmeiras 1 a 0;

26min: Marcos Rocha aciona Rony, que entra na área e chuta para grande defesa de Lomba;

27min: Palacios toca para Yuri Alberto, que invade a área pela esquerda e chuta cruzado, para fora.

FICHA TÉCNICA

Palmeiras 1 x 0 Inter

Estádio Allianz Parque (SP)

17/10/2021 (Domingo)

Brasileirão, 27ª rodada

Palmeiras: Weverton, Marcos Rocha, Luan, Gómez e Piquerez; Felipe Mello (Danilo Barbosa), Zé Rafael (Patrick de Paula), Raphael Veiga (Deyverson) e Dudu (Gustavo Scarpa); Rony e Luiz Adriano (Breno Lopes). Técnico: Abel Ferreira.

Inter: Marcelo Lomba; Saravia (Heitor), Mercado, Víctor Cuesta e Moisés; Johnny (Zé Gabriel), Rodrigo Dourado, Edenilson, Taison (Maurício) e Patrick (Palacios); Yuri Alberto. Técnico: Diego Aguirre.

Gol: Raphael Veiga (P), aos 5min do segundo tempo. Cartões amarelos: Patrick, Cuesta, Mercado e Heitor (I); Felipe Mello, Rony e Scarpa. Cartão vermelho: Edenilson (I)

Arbitragem: Braulio da Silva Machado, auxiliado por Kléber Lúcio Gil e Alex dos Santos (trio catarinense). VAR: Wagner Reway (PB).

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Inter

Loading...