Patrick pode ser suspenso por até 10 partidas e dar adeus ao Brasileirão

Jogador do Inter será julgado na sexta-feira devido à briga generalizada no Gre-Nal

Para alguns colorados, o fato de o Inter vencer o Gre-Nal, algo que normalmente melhora a confiança e faz o time embalar, serviu para desmotivar o elenco e fazer o time despencar no Brasileirão. Depois de bater o Grêmio, o Colorado obteve quatro derrotas, um empate e uma derrota, campanha pífia que o fez despencar para o 10º lugar. Verdade ou mito, o fato é que, nesta semana, o clube poderá ter uma perda real originada pelo clássico.

Patrick foi expulso após o final do clássico – Foto: Ricardo Duarte/Inter/DivulgaçãoPatrick foi expulso após o final do clássico – Foto: Ricardo Duarte/Inter/Divulgação

O meia-atacante Patrick foi denunciado no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por conta da briga após a vitória por 1 a 0 sobre o Tricolor gaúcho, dia 6 de novembro, no Beira-Rio. Ele foi enquadrado no artigo 257 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que diz respeito a “participar de rixa, conflito ou tumulto, durante a partida, prova ou equivalente”. Se for punido, ele poderá pegar de duas a 10 partidas de suspensão. Com isso, estará fora das duas partidas que o clube ainda disputa no Brasileirão. E, para o próximo ano, ficar de fora de alguns jogos chancelados pela CBF, como Gauchão e Copa do Brasil – na Libertadores e Sul-Americana, realizados pela Conmebol, ele não teria de cumprir punição.

Logo após o árbitro encerrar a partida, Patrick pegou um caixa simbolizando um “caixão do Grêmio, trazido por torcedores, e desfilou pelo gramado. A ação despertou a ira de gremistas, que partiram para a agressão. Houve tumulto generalizado e, mesmo depois de o árbitro ter apitado o final da partida, Patrick recebeu cartão vermelho. O mesmo ocorreu com Cortez, do Grêmio.

Ambos serão julgados nesta sexta-feira, às 13h30, no Rio de Janeiro. A direção colorado ainda não escalou qual advogado defenderá o clube na ação e cogita levar o atleta para prestar depoimento. A ideia é mostrar que o atleta dizer que não teve intenção de causar tumulto e apenas respondeu a provocações antigas feitas pelos rivais.

Enquanto isso, o técnico Diego Aguirre prepara o time para o duelo contra o Atlético-GO, segunda-feira, 20h, no Beira-Rio. Apenas a vitória interessa ao Inter em sua luta para ficar com a última vaga brasileira na fase de grupo da Libertadores. O treinador conta com a volta de Rodrigo Dourado, que cumpriu suspensão no empate em 1 a 1 contra o Santos. Se conseguir os três pontos, o clube gaúcho, que soma 48 pontos, ficará em oitavo desde que Ceará e América, empatados na tabela com 49, fiquem no empate. Se isso ocorrer, o Inter chegará à última rodada, contra o Bragantino, em São Paulo, dependendo apenas de suas forças para ficar com a vaga na Libertadores.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Inter

Loading...