Secação no domingo e torcida na segunda, a missão do Inter

Colorado precisa do empate entre Ceará e América e, no dia seguinte, vencer no Beira-Rio o Atlético-GO. Só assim clube gaúcho chega à última rodada dependendo apenas de si para ir à Libertadores

A penúltima rodada do Brasileirão pode fazer o Inter voltar a depender apenas de si para conseguir uma vaga na Pré-Libertadores. Ao mesmo tempo, a partida contra o Atlético-GO, segunda-feira, 20h, no Beira-Rio, pode ser o fim do sonho colorado de disputar mais uma edição da principal competição interclubes do continente.

Aguirre comandou treino no qual o time aprimora a pressão no adversário – Foto: Ricardo Duarte/Inter/DivulgaçãoAguirre comandou treino no qual o time aprimora a pressão no adversário – Foto: Ricardo Duarte/Inter/Divulgação

Em décimo lugar na tabela, com 48 pontos, não resta ao Colorado outra alternativa que não seja vencer o clube goiano. Se isso ocorrer, o melhor cenário para o Colorado seria um empate entre Ceará e América, empatados com 49 pontos, que se enfrentam domingo, 19h, em Fortaleza Se isso ocorrer, o clube gaúcho chega na última rodada, contra o Bragantino, em São Paulo, dependendo apenas de suas forças para se classificar.

Já uma derrota colorada, combinada com vencedor no duelo entre cearenses e mineiros, deixa o Inter matematicamente sem chances se classificar para a Libertadores, tendo de contentar-se com em disputar a Copa Sul-Americana em 2022. Esse cenário é o único que elimina prematuramente o clube gaúcho.

O técnico Diego Aguirre conta com o retorno de Rodrigo Dourado, que cumpriu suspensão. Nesta sexta-feira, no Beira-Rio, ele comandou um trabalho de oito contra oito, em campo reduzido. A ideia é fazer o time aprimorar a capacidade de “abafar” o adversário, algo que não tem conseguido fazer mesmo quando joga em casa.

A diferença entre as duas copas vai muito além do prazer de participar da maior competição do continente. O campeão da Libertadores receberá uma premiação que supera 22,5 milhões de dólares, enquanto o da Sul-Americana terá cerca de 6,5 milhões. Ou seja, uma diferença de 15 milhões (mais de R$ 82 milhões). Com isso, a capacidade de investimento em atletas, reforma de estádio e outros itens, sofre grande mudança.

Este ano, excepcionalmente, os oito primeiros do Brasileirão irão para a Libertadores – os seis primeiros, diretamente na fase de grupos, e os outros dois, na chamada fase inicial, quando terão duas partidas do tipo mata-mata para seguir adiante.

Isso corre porque o vencedor da Libertadores (Palmeiras) está entre os primeiros e também porque a final da Copa do Brasil terá Atlético-MG x Athletico-PR. Se o Galo vencer, aumenta uma vaga porque vai vencer (ou ser segundo) no Brasileirão. Se o Furacão for o campeão, também haverá uma vaga a mais no Brasileirão, pois o clube paranaense, embora não esteja entre os primeiros da tabela, já tem vaga na Libertadores devido ao título da Sul-Americana.

Jogos que faltam para o Inter – décimo, com 48 pontos

Atlético-GO (C)

Bragantino (F)

Jogos que faltam para o América-MG – oitavo, com 49 pontos

Ceará (F)

São Paulo (C)

Jogos que faltam para o Ceará – nono, com 49 pontos

América-MG (C)

Palmeiras (F)

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Inter

Loading...