Joinville prestes a entrar para a história nas categorias de base

Time de Juniores joga por empate com o Flamengo para chegar nas semifinais da Copa do Brasil Sub-20

Carlos Junior/Arquivo/ND

Fabinho Santos, técnico do JEC Sub-20: “Eu também estou em formação. Eu estou na base, eu quero aprender. E eles têm me ensinado muito quero crescer, aprender e buscar meus objetivos”

Um novo marco na história do JEC está prestes a se realizar. A partir das 19h30 desta quinta, o time de Juniores do Tricolor busca o feito inédito de chegar entre os quatro melhores da Copa do Brasil Sub-20.

Com campanha empolgante ao eliminar o Grêmio e o Coritiba ao vencer ambos na Arena Joinville, a casa do JEC será novamente decisiva para que o time do técnico Fabinho Santos consiga classificação às semifinais do torneio. Para isso é preciso ao menos um empate em até 1 a 1 com o Flamengo, uma vez que o jogo de ida, em Volta Redonda (RJ), terminou em 2 a 2 na última semana. Um novo 2 a 2 leva a decisão para os pênaltis. Quem vencer se classifica e empate em 0 a 0 ou 1 a 1 dá a vaga ao JEC, por saldo qualificado.

Um dos principais destaques do grupo está no banco de reservas. Fabinho Santos, ex-jogador do JEC, é o técnico da equipe que está prestes a fazer história pelo clube. “Não é fácil lidar com tudo isso, lidamos com coisas novas a cada instante e se passarmos será algo maravilhoso. É tudo novo. Tento falar para aproveitar cada instante e que isso não pode travá-los, pelo contrário, dar motivação para eles”, comentou o treinador, que revelou também estar ansioso para o jogo de logo mais.

Autor do gol do título do Catarinense de 2000, o último conquistado em casa, Fabinho quer também a maturidade como técnico, assim como os atletas de que dispõe no grupo.

“Eu também estou em formação. Eu estou na base, eu quero aprender. E eles têm me ensinado muito quero crescer, aprender e buscar meus objetivos”, destaca.

Para o jogo contra o Flamengo, o JEC terá a volta do volante Roberto, autor do primeiro gol do Tricolor na competição, o primeiro da vitória do Coelho sobre o Grêmio por 2 a 0 na primeira fase. “Temos jogadores que ficaram muito tempo fora e quando precisou, voltaram e deram conta do recado, como o Gustavo que é lateral-esquerdo, que ficou de fora boa parte do campeonato, e atuou como zagueiro improvisado e fez uma bela partida”, disse, ao falar sobre a escalação do time que, segundo o treinador, não está definido no ataque. Gustavo segue como zagueiro, uma vez que André Baumer ficou 11 dias sem treinar e deve ficar como opção. O JEC deve ter Matheus; André Krobel, Jéferson, Gustavo e Brenner; Antônio Junior e Roberto; Bruno Kairon, Jonathan e Juninho; Zé Arthur (Adriano).

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Futebol Brasileiro

Loading...