Conteúdo por Gazeta Esportiva

Ligger analisa adaptação e destaca intensidade de Felipe Conceição no RB Bragantino

Principal equipe da Série B no ano passado, o Red Bull Bragantino passou por mudança de treinador no início da atual temporada. Felipe Conceição chegou para o lugar de Antônio Carlos Zago e mudou o estilo de jogo da equipe. Um dos destaques do elenco, o zagueiro Ligger pontuou a diferença entre os dois treinadores e o estilo de jogo de cada um.

“Apesar de ambos serem ótimos técnicos, cada um tem sua filosofia de jogo. Com o professor Zago, por exemplo, nós tínhamos mais a posse de bola e o controle do jogo. Com o Felipe Conceição jogamos mais em transição e com a retomada da bola em velocidade para definir rápido as jogadas”, analisou.

Zagueiro Ligger falou da adaptação ao novo treinador do Red Bull Bragantino (Foto: Divulgação/RB Bragantino)

Depois da saída conturbada de Zago, o Red Bull Bragantino demorou quase quatro semanas para acertar com o novo treinador. Dessa forma, Felipe Conceição só pôde estrear no comando da equipe na terceira rodada do Campeonato Paulista.

Ligger revelou dificuldades do elenco em entender o novo estilo com as competições já em andamento. Ainda assim, o zagueiro destacou a intensidade da equipe com o treinador e avaliou como positiva a adaptação ao trabalho a partir da segunda metade do estadual.

“No começo foi difícil se adaptar a esse novo estilo de jogo. Foi uma mudança muito grande pelo jeito que o time jogava na temporada passada. O Felipe cobra muita intensidade, principalmente sem a bola. Treinamos em um nível muito alto de rotação para quando chegar nos jogos a equipe consiga ser agressiva tanto na defesa quanto no ataque. Acho que a dificuldade foi em relação a intensidade e a compactação do time, mas os jogadores já estavam se adaptando bem depois da metade da competição”, avaliou o zagueiro.

A impressão de Ligger pode ser confirmada pelos números do Red Bull Bragantino no Paulistão. Nas primeiras cinco rodadas da competição, a equipe conquistou apenas cinco dos 15 pontos possíveis. Já nas cinco seguintes, foram mais 12 conquistados.

A paralisação das competições por conta da pandemia da covid-19 veio em péssima hora para o time de Bragança Paulista. O Braga vinha de três vitórias seguidas no estadual e ocupava a liderança do Grupo D com 17 pontos, com a classificação às quartas de final garantida com duas rodadas de antecedência.

+ Futebol Brasileiro