Para Robinho, trave salvou o Santos diante do Atlético-MG

Jogador, revelado na Vila Belmiro, deu assistência, acertou a trave santista e lamentou má sorte; hostilizado pela torcida, diz que amor e ódio são próximos

Robinho voltou a atuar bem pelo galo (Foto: Bruno Cantini / Atlético-MG)
Robinho voltou a atuar bem pelo galo (Foto: Bruno Cantini / Atlético-MG)

Nem a boa atuação de Robinho ajudou o Atlético-MG vencer o Santos, na Vila Belmiro, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro, e conquistar os três pontos para colar na zona da Libertadores. O meia deu assistência para o gol de Fred, driblou e chutou na trave, mas não evitou a derrota por 3 a 1.

Para Robinho, a situação seria diferente se os chutes atleticanos não parassem na trave e nas mãos do goleiro Vanderlei.

– A gente jogou bem no segundo tempo, mas infelizmente algumas bolas nossas bateram na trave e as deles entraram. Agora é levantar a cabeça e tentar vencer os próximos jogos.

Destaque dentro de campo, Robinho também chamou a atenção da torcida santista, que hostilizou o jogador revelado na Vila. Nada que tirasse o bom humor do atleta.

– Faz parte. Eles me amam tanto que é assim. O amor e o ódio estão sempre muito próximos – declarou, sem se incomodar.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Futebol Brasileiro

Loading...