Fábio Machado

fabio.machado@ndmais.com.br Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.


Walter, o desperdício de um talento do futebol brasileiro; atleta precisa de ajuda

Após passar por seis clubes em apenas dois anos, Walter foi dispensado do Amazonas; sempre brigando contra a balança, o que vai ser dele fisicamente quando parar de jogar futebol?

Após jogar por seis clubes diferentes em apenas dois anos, o atacante Walter, de 32 anos, foi dispensado do Amazonas FC, clube que disputa o Campeonato Brasileiro da Série D com a alegação de baixo rendimento e “prejuízos” financeiros por causa da sua alimentação.

Walter é um caso singular de desperdício de talento. Bom de bola, iniciou a sua carreira no São José, de Porto Alegre, logo chamando atenção do Internacional onde ficou por 4 anos. Considerado uma revelação do futebol brasileiro, foi atuar em Portugal, vestindo a camisa do Porto por duas temporadas.

Daí em diante, de volta ao Brasil, não conseguiu mais repetir o seu bom futebol e nem ficar por muito tempo em uma equipe. Virou um “cigano” da bola, mais conhecido pela sua condição física, sempre acima do peso, do que propriamente pelas suas belas jogadas.

Apesar do próprio jogador falar que gosta de exagerar na alimentação – e nos refrigerantes, Walter precisa mesmo é de amparo. Se jogando sofre com o peso acima do ideal na balança, quando parar de jogar o seu caso pode virar uma doença.

Walter problema pessoal interferindo na sua carreira de atleta – Foto: Amazonas/divulgação/NDWalter problema pessoal interferindo na sua carreira de atleta – Foto: Amazonas/divulgação/ND

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...