Escudo: Avaí
AVA Avaí
Escudo: Figueirense
FIG Figueirense
Estádio da Ressacada - 20/01/2022 às 21h00

Figueirense bate o Avaí de virada e conquista a Recopa Catarinense

Melhor fisicamente, Alvinegro fez início de segundo tempo eletrizante e viu a estrela de Oberdan brilhar na Ressacada

Deu Furacão! No primeiro clássico de 2022, o Figueirense venceu o Avaí por 3 a 1 em plena Ressacada e conquistou a Recopa Catarinense na noite desta quinta-feira (20).

Figueirense vence o Avaí e conquista a Recopa – Foto: Eduardo Valente/Ishoot/Estadão Conteúdo/NDFigueirense vence o Avaí e conquista a Recopa – Foto: Eduardo Valente/Ishoot/Estadão Conteúdo/ND

Matheus Ribeiro abriu o placar para o Leão, mas Gustavo Índio e Oberdan, duas vezes, decretaram a virada do Alvinegro.

Melhor fisicamente, a equipe visitante foi melhor, em especial no segundo tempo. Essa é a primeira vez que o Figueirense conquista um título dentro do estádio do maior rival, além disso, é a segunda vez que conquista a Recopa Catarinense.

O jogo

Equilibrado, brigado e com muita transpiração. Assim é possível definir o primeiro tempo de Avaí e Figueirense nesta quinta-feira.

Mais inteiro fisicamente, por ter iniciado antes a pré-temporada, o Alvinegro imprimiu um ritmo mais intenso que o Leão da Ilha nos primeiros minutos. Porém, acabava esbarrando em limitações técnicas em alguns momentos.

Avaí e Figueirense pela Recopa Catarinense – Foto: Frederico Tadeu/Avaí/NDAvaí e Figueirense pela Recopa Catarinense – Foto: Frederico Tadeu/Avaí/ND

Foi com o capitão Andrew, que o Furacão criou a primeira chance da partida. Thiaguinho fez boa jogada pelo lado direito, encontrou o camisa 7 do lado oposto, que bateu cruzado e deu um susto em Glédson.

Porém, na bola parada, o Avaí foi efetivo e conseguiu sair na frente do placar. Aos 29, cruzamento de Diego Matos e Bruno Silva testou firme para boa defesa de Rodolfo Castro.

No lance seguinte, novo escanteio pela esquerda, a zaga afastou, Matheus Ribeiro pegou o rebote e finalizou para o fundo das redes. Um desvio no meio do caminho acabou tirando qualquer possibilidade de defesa do goleiro alvinegro.

Jogadores do Avaí comemoram o primeiro gol do Avaí – Foto: Frederico Tadeu/Avaí/NDJogadores do Avaí comemoram o primeiro gol do Avaí – Foto: Frederico Tadeu/Avaí/ND

O Leão cresceu após o gol e quase ampliou com Lourenço aos 43’. Em cobrança de falta, o meia soltou uma bomba que passou muito perto da meta do Furacão.

Quando o 1 a 0 já parecia certo e a partida já se encaminhava para o intervalo, Thiaguinho fez boa jogada pelo lado direito, Andrew desviou de cabeça e Gustavo Índio completou para o gol vazio para deixar tudo igual na Ressacada.

Segundo tempo eletrizante

Alucinante! Os primeiros 10 minutos da segunda etapa foram dos sonhos para o torcedor do Furacão. Aos sete minutos, Bruno Silva tocou para Betão, que deixou passar, e Glédson pegou a bola com as mãos. O árbitro Luiz Augusto Tisne marcou recuo.

Na cobrança de falta em dois lances, jogada ensaiada do Alvinegro, Zé Mário rolou para Oberdan que, livre na entrada da área, bateu colocado no canto para virar o jogo.

Virada relâmpago do Figueirense no segundo tempo – Foto: R. Pierre/Agic/Estadão Conteúdo/NDVirada relâmpago do Figueirense no segundo tempo – Foto: R. Pierre/Agic/Estadão Conteúdo/ND

Dois minutos depois, jogada de Andrew pelo lado esquerdo, ele cruzou na área para Oberdan, de novo ele, antecipar a zaga avaiana e ampliar a vantagem.

Com a confiança em alta, ainda teve tempo para o camisa 8 do Furacão acertar a trave dois minutos depois do terceiro gol.

Após o baque, o Avaí tentou reagir com duas mexidas, entraram Eduardo e Vinícius Leite nas vagas de Serrato e Quirino. Aos 14’, o Leão quase diminuiu. Escanteio pelo lado direito e Renato testou na trave de Rodolfo Castro.

Na base do abafa, o Avaí seguiu tentando pressionar, mas esbarrava na boa marcação alvinegra. O técnico Claudinei Oliveira ainda tentou sua última cartada com as entradas de Matheus Lucas e Vinícius Jaú, porém, sem efeito.

Próxima parada

Após o bicampeonato da Recopa, o Figueirense volta a campo no domingo (23), quando recebe o Joinville na estreia do Campeonato Catarinense. Já o Leão da Ilha visita o Marcílio Dias, também no domingo, pela primeira rodada do Estadual.

FICHA TÉCNICA:

Avaí 1×3 Figueirense – Final da Recopa Catarinense de 2022

Avaí: Glédson; Matheus Ribeiro (Vinícius Jaú), Alemão, Betão e Diego Matos; Bruno Silva, Lourenço (Matheus Lucas) e Serrato (Eduardo); Renato, Quirino (Vinícius Leite) e Copete. Técnico: Claudinei Oliveira

Figueirense: Rodolfo Castro; Muriel (Natan), Maurício, Luis Fernando e Zé Mário (Vinícius Nucci); Clayton, Oberdan (Uesley) e Kauê; Andrew, Thiaguinho (Luis Gustavo) e Gustavo Índio (Luizinho). Técnico: Júnior Rocha

Gols: Matheus Ribeiro (AVA) aos 29 minutos do 1º tempo; Gustavo Índio (FIG) aos 44 minutos do 1º tempo, Oberdan (FIG) aos 7 e 9 minutos do 2º tempo

Cartões amarelos: Matheus Ribeiro (AVA), Bruno Silva (AVA), Betão (AVA), Eduardo (AVA) e Matheus Lucas (AVA); Andrew (FIG), Oberdan (FIG), Luis Fernando (FIG), Luis Gustavo (FIG) e Maurício (FIG)

Público e renda: 10.937 torcedores para uma renda de R$ 244.344

Arbitragem: Luiz Augusto Silveira Tisne auxiliado por Alex dos Santos e Fabiano Coelho da Silva

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Lances da partida

+

Futebol Catarinense

Loading...