Fábio Machado

fabio.machado@ndmais.com.br Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.


10 notas rápidas sobre a derrota do Avaí diante do Remo

Como o Avaí teve 10 dias entre a vitória diante do Vasco e a derrota diante do Remo na noite de ontem(17), publico 10 observações sobre o treinador, diretor e alguns atletas.

Avaí perde para o Remo e se distancia do G4. – Foto: Samara Miranda / Clube do RemoAvaí perde para o Remo e se distancia do G4. – Foto: Samara Miranda / Clube do Remo

Os treinadores de futebol costumam reclamar do calendário com seus jogos um em cima do outro “temos pouco para trabalhar”, dizem em tom de lamentação. Só que o problema, é que quando os times tem um espaço grande na tabela, e no caso uma “eternidade” a chance não é aproveitada. Como o Avaí teve 10 dias de folga e treinamentos entre o jogo do Vasco e o Remo na noite de ontem, em homenagem, publico 10 pequenas notas sobre o treinador Claudinei Oliveira, o diretor Felipe Ximenes e alguns jogadores.

  1. Quanto mais tempo para treinar, pior é o desempenho do Avaí do Claudinei Oliveira. Em 10 dias, o time desaprendeu.
  2. Lourenço, tratado pelo Claudinei Oliveira como um novo Messi, é muita transpiração e pouca inspiração.
  3. O esquema tático e o posicionamento estão atrapalhando o futebol do Copete.
  4. Gledson é eficiente embaixo das traves. Pratica boas defesas, mas a sua saída é péssima.
  5. Levando em conta que o gol do empate do Avaí saiu depois de um rebote, foi o segundo pênalti seguido do Edilson que o goleiro adversário defendeu.
  6. Essa oscilação, com um jogo bom e jogo ruim não leva a equipe a lugar nenhum.
  7. A entrevista coletiva do Claudinei Oliveira foi pior do que o futebol do Avaí. “A estatística mostrou que fomos melhor”. E por fim, culpou o gramado e o gandula.
  8. Valdivia renovou o contrato com o Avaí apenas no papel. Entra no gramado e sai de campo sem sujar o uniforme. E o pior, ninguém parece ver isso no Sul da Ilha.
  9. Durante todo o jogo, vários jogadores do Avaí estavam nervosos e pilhados. Alemão poderia ter sido expulso na primeira etapa; João Lucas recebeu amarelo por reclamação e o Edilson, chutou a bola no banco de reservas do adversário.
  10. O novo diretor executivo de futebol, Felipe Ximenes já começou a trabalhar na Ressacada? Vai conseguir passar para os atletas os fundamentos dos seus cursos motivacionais? Ou vai ser mais um diretor figurativo como foi o Marco Aurélio Cunha?

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...