Fábio Machado

Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.


A decepcionante entrevista coletiva do treinador Geninho.

A impressão é que o treinador Geninho está sem foco nos jogos do Avaí. Disse que não liga se for demitido e garantiu que o seu time jogou bem em Campinas.

Geninho e as desculpas após as derrotas. – Foto: André Palma Ribeiro/Avaí FC

Se o torcedor do Avaí ficou decepcionado com o seu time e com o treinador Geninho na derrota para o Guarani na noite do último domingo, em Campinas, a decepção triplicou após ouvir a entrevista coletiva do técnico após a partida. Geninho simplesmente afirmou que não está preocupado caso seja demitido do time azurra. Ou seja, o seu comprometimento com o projeto do Leão da Ilha nesta série B parece ser igual ao número zero. Visivelmente irritado com as perguntas dos colegas repórteres, que estão cumprindo as suas missões, é bom deixar claro, Geninho disse que “eu hoje, tenho quase 50 anos de bola e 30 de treinador”. E completou que caso seja demitido, “isso não vai me trazer mais nenhuma ruga na testa”. Antes dessa afirmação, Geninho afirmou que o “Avaí jogo bem, que disse que o contrário está vendo o jogo com outra conotação”. Ou seja, só o experiente Geninho conseguiu ver alguma qualidade na derrota para um time que está brigando contra o rebaixamento. Sobre essa possível demissão, tentei contato ontem com o Marquinhos Santos, gerente de futebol, que até o momento não me deu nenhuma resposta.