Chapecoense e Avaí empatam em 0 a 0 na Arena Condá

Avaí está a cinco jogos sem vencer

Chapecoense e Avaí não saíram do 0 a 0 no clássico deste domingo (25), na Arena Condá, em Chapecó, pela 32ª rodada da Série A. Graças à atuação do árbitro gaúcho Anderson Daronco, que anulou um gol legítimo de Romulo, no segundo tempo. Mas o empate não foi de todo ruim para as duas equipes, que seguem fora da zona de rebaixamento, graças aos tropeços dos adversários diretos na briga contra a degola.

Divulgação/Natan Silveira/Folha de Chapecó/ND

Forte chuva cai em Chapecó durante o jogo entre Chapecoense e Avaí

Na próxima rodada, o Avaí recebe o Cruzeiro, no sábado (31), às 19h30, na Ressacada. A Chapecoense tem mais um jogo em casa e recebe o Atlético-PR, no domingo (1), às 17h, na Arena Condá. Na quarta-feira, o Verdão do Oeste decide a vaga para as semifinais da Copa Sul-Americana contra o River Plate, da Argentina. O time do técnico Guto Ferreira precisa ganhar por 2 a 0 para avançar.

O Avaí teve as melhores chances do primeiro tempo com Romulo. O atacante, que também exerceu bem a função de marcar as descidas do rápido Apodi, deu trabalho para Danilo. Foram pelo menos três lances de perigo.

A primeira delas com menos de um minuto de jogo. Nino Paraíba cruzou da direita e Romulo chutou para fora, travado pela marcação. Aos 17, o atacante aproveitou o campo molhado para tentar surpreender Danilo e arriscou da entrada da área, obrigando o goleirão da Chape a se esticar todo para espalmar para escanteio. Aos 41, o camisa 17 recebeu de costas na área, girou, mas chutou novamente prensado e Danilo espalmou para escanteio mais uma vez. A única chance real da Chapecoense foi uma cabeçada à queima-roupa de Túlio de Melo, mas em cima de Vagner, aos 24.

O Avaí seguiu melhor na segunda etapa e chegou a balançar as redes com Romulo, aos sete minutos, mas o árbitro marcou uma falta inexistente do atacante avaiano sobre o volante Gil, que escorregou no lance, e anulou o gol. A melhor oportunidade da Chape começou em um erro de saída de bola do Leão e quase terminou no gol contra de Jubal, se não fosse a grande defesa de Vagner. No fim, com as duas equipes já sem forças, o jogo terminou mesmo no empate sem gols.

Ficha técnica

Local: Arena Condá, em Chapecó. Cartões amarelos: Romulo e Romario (A) e Gil (C). Arbitragem: Anderson Daronco-RS, auxiliado por Marcelo Bertanha Barison-RS e Carlos Henrique Selbach-RS.

Chapecoense

Danilo; Apodi (Caramelo), Vilson, Neto e Dener; Bruno Silva, Gil e Camilo (Tiago Luís); William Barbio (Ananias), Maranhão e Túlio de Melo. Técnico: Guto Ferreira.

Avaí

Vagner; Nino Paraíba, Antonio Carlos, Jubal e Romário; Renan, Eduardo Neto e Camacho (Renan Oliveira); Everton Silva (Anderson Lopes), Rômulo (Tinga) e André Lima. Técnico: Gilson Kleina. 

Relembre o tempo real

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Avaí

Loading...