Escudo: Juventude
JUV Juventude
Escudo: Avaí
AVA Avaí
Alfredo Jaconi - 20/10/2020 às 19h15

Avaí toma três gols iguais e vê série invicta ruir diante do Juventude

Avaí foi à Serra Gaúcha e acabou derrotado pelo placar de 3 a 0 diante do Juventude; Leão ainda viu o adversário abrir quatro pontos de vantagem

Apesar do recente bom momento o Avaí subiu à Serra do Rio Grande do Sul e foi facilmente derrotado pelo placar de 3 a 0, na noite desta terça-feira (20), em duelo válido pela 17ª rodada da Série B.

Com o resultado o Leão da Ilha, além de interromper a sequência positiva, viu seu adversário abrir quatro pontos de vantagem na briga pelo G4.

Breno Lopes, com a bola, de frente para Alan Costa; atuação de gala do atleta que, com dois gols – e uma assistência – assumiu a artilharia da Série B, – Foto: Arthur Dallegrave/E.C.Juventude/ND

Primeira etapa

Apesar da igualdade inicial, ou ao menos, semelhança entre as duas equipes, o jogo começou bem aberto.

Com poucas faltas e com as equipes em busca do gol, o duelo foi bem movimentado ao longo dos seus primeiros 45 minutos.

O Avaí, com troca no esquema e uma surpreendente alteração na meta, entrou em campo levando perigo para o Ju. Foram três escanteios cobrados nos primeiros 15 minutos contra apenas um dos donos da casa.

Pouco a pouco, no entanto, o time de Geninho foi sendo empurrado para dentro do seu campo pelo rápido time de Pintado.

Glédson, em seu primeiro jogo na temporada, se mostrou bastante inseguro sob a goleira. Um lance, inclusive, o arqueiro quase levou um “frango” histórico ao encaixar a bola pouco antes de deixa-la escapar por um lado do braço. Ficou com “as penas” do frango nas mãos.

O recuo do Avaí – ou avanço do Juventude – resultou em gol que, mais tarde, se mostraria como um prenúncio: aos 35’ escanteio para o Avaí onde a defesa do Juventude cortou e, com um tapa, Breno Lopes foi acionado. Ele atravessou o gramado e, mesmo com dois companheiros em condições de marcar, arriscou sozinho o tapa e achou a bochecha esquerda de Glédson, para abrir o placar.

Breno Lopes sai para comemorar o seu primeiro gol na partida, em noite que fez dois na vitória por 3 a 0 sobre o Avaí, – Foto: Arthur Dallegrave/E.C.Juventude/ND

Repeteco na segunda etapa

O segundo tempo o Avaí voltou melhor que o Juventude. Mais posse de bola e quando o time começava a rondar a meta de Marcelo Carné, um lance idêntico ao do primeiro gol se repetiu.

Cobrança de escanteio para o Avaí onde a defesa do Papo cortou nos pés de Renato Cajá, que acionou Breno Lopes: ele correu mais 50 metros de campo e, na saída de Glédson, tocou para o fundo da rede.

O Avaí esvaiu emocionalmente e, viu, o time da casa repetir o lance. Cobrança de escanteio, defesa do Ju corta e Breno Lopes foi acionado. Dessa vez, no entanto, ele entregou a bola até Dalberto que, com um tapa, tirou Glédson do lance onde a bola morreu no fundo da rede.

Praticamente o último prego do caixão de um Avaí que, simplesmente, não foi páreo para o jogo desta terça-feira (20).

Próxima parada

O Avaí vai para mais um jogo fora de casa no próximo domingo (25), diante do Guarani, em Campinas (SP). Duelo está agendado para às 18h30.

O Juventude, em outro duelo com representante da capital catarinense, joga no mesmo dia e horário contra o Figueirense, no estádio Orlando Scarpelli.

FICHA TÉCNICA

Juventude: Marcelo Carné; Wellington Silva (Luis Ricardo), Genílson, Nery Bareiro e Eltinho; Gabriel Bispo, Bocheca, Renato Cajá, Capixaba (Rafael Silva) e Breno; Dalberto. Técnico: Pintado.

Avaí: Glédson; Alan Costa, Betão e Airton (Vinícius Jaú); Felipe, Ralf (Luan Silva), Pedro Castro, Valdívia (Renatinho) e João Lucas; Getúlio (Tucão) e Gastón (Ronaldo). Técnico: Geninho.

Gols: Breno (35/1T e 9/2T); Dalberto (14/2T)

Cartões amarelos: Wellington Silva, Bochecha (JUV); Gastón (AVA).

Arbitragem: Grazianni Maciel Rocha (RJ); auxiliado por Luiz Claudio Ragazone (RJ) e Carlos Henrique Cardoso de Souza (RJ)

Local: estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS). Data: 20/10/20

Lances da partida

+

Avaí