Apesar de início instável, Avaí tem campanha de acesso na Série B

Avaí tem campanha semelhante e até melhor quando comparada aos acessos de 2014, 2016 e 2018; time de Geninho somou 66,6% dos pontos nos últimos cinco jogos e encostou no G4

Gozando de uma longa (!) semana entre o último jogo disputado na Série B e o próximo, o Avaí já trabalha com a calculadora por perto a fim de projetar o (mais uma vez) sonhado acesso à Série A.

Depois de empatar com o CSA em 1 a 1, na última rodada, o Avaí pode até ter patinado em termos de resultado, mas a verdade é que o Leão da Ilha somou 10 pontos dos últimos 15 disputados.

Avaí, de Valdívia e Getúlio, vem em ascensão na Série B – Foto: Jhony Pinho/AGIF – Agência de Fotografia/Estadão Conteúdo

O desempenho de 66,6%, dessa forma, ameniza o começo irregular do time de Geninho e ainda o chancela a uma vaga entre os quatro primeiros colocados que, ao final da competição, terão o direito de disputar a Série A em 2021.

O próximo desafio será diante do Juventude, em Caxias do Sul, no estádio Alfredo Jaconi, na terça-feira (20), às 19h15.

A caminho da sua 5ª temporada no Sul da Ilha, o experiente zagueiro Betão falou sobre o momento da equipe. Presente nos dois últimos acessos do Avaí na Segundona, o defensor conhece os atalhos da ardilosa segunda divisão nacional.

“A gente fica feliz de ter encostado no G4, o clube melhorou os resultados. Precisamos agora é a questão do jogo. Futebol é resultado e eles estão vindo”, observou.

Zagueiro Betão, aos 36 anos, já conquistou dois acessos com o Avaí; atleta conhece os atalhos no campo e na competição – Foto: André Palma Ribeiro/Avaí F. C.

Também por ser um profundo conhecedor do clube e da competição, Betão lembrou as dificuldades que o começo irregular, no campeonato, pode refletir na campanha que vai chegando na sua metade.

“Foi o que ocorreu no início da competição. Bom que a gente está tendo forças para correr atrás dos pontos que deixamos de ganhar”, acrescentou.

Se não é ideal, campanha credencia ao acesso

Se a expectativa pelo título da Série B, grande objetivo da temporada ficou aquém devido ao início instável, o Avaí é semelhante quando comparado a si mesmo, em suas últimas quatro campanhas de acesso.

Atualmente com sete vitórias e 23 pontos conquistados, na 5ª colocação, o Avaí tem campanha superior ao ano de 2016, por exemplo. Na ocasião, a equipe azurra, então comandada pelo técnico Silas era só a 13ª colocada com 20 pontos e cinco vitórias.

Em 2018, a essa altura, o Avaí tinha as mesmas sete vitórias conquistadas. Naquele ano, já sob os cuidados do técnico Geninho, o Avaí era 4º colocado com um menor número de derrotas que atualmente: 4 x 7.

Em 2014 a melhor das campanhas após 16 rodadas completas. Eram oito vitórias e 27 pontos conquistados. A curiosidade é que, embora o melhor desempenho a essa altura da Segundona, foi em 2014, sob os cuidados do mesmo Geninho, que o Avaí fez a “pior” das campanhas do acesso.

Terminou em 4º com 62 pontos conquistados, 18 vitórias, 8 empates e 12 derrotas.

Pior início, melhor término

Números são gelados e, mais uma vez, o desempenho final deixou essa situação evidente. Em 2016 o Leão da Ilha tinha somado tímidos 20 pontos sendo, ao final de 16 jornadas, o 13º colocado.

Terminou aquele ano, com Claudinei Oliveira a frente, com o vice-campeonato e 66 pontos somados, em sua melhor campanha de Série B em toda a história.

Em 2018, para completar os últimos acessos, o Avaí conquistou a vaga na Série A depois de fazer 61 pontos e terminar o campeonato na 3ª colocação.

E a versão 2020-2021 do Leão, qual história será contada?

+

Avaí