Fábio Machado

fabio.machado@ndmais.com.br Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.


AVAÍ 1 X 2 CUIABÁ: A nota de cada jogador e avaliação do treinador Eduardo Barroca

A notas dos jogadores do Avaí e avaliação do treinador Barroca na derrota diante da Cuiabá por 2 a 1no estádio da Ressacada, em Florianópolis, SC. 15ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A

Durante a semana, nos comentários sobre o jogo do Avaí entre o Cuiabá, neste domingo(03) na Ressacada, o alerta foi dado: “É jogo para atuar com a lembrança da derrota diante do Juventude na Ressacada: confronto em casa com o apoio da torcida; possibilidade de ficar entre os primeiros na classificação do Brasileiro da Série A e um adversário na parte baixa da tabela”.  E por incrível que pareça o resultado negativo se repetiu e o Avaí saiu de campo derrotado pelo placar de 2 a 1 para a frustração de uma Ressacada completamente lotada. O time azurra não atuou bem e no final do jogo, vaias foram ouvidas as arquibancadas. Confira abaixo as notas do atletas e avaliação do treinador Eduardo Barroca.

Douglas – Atualmente é banco do Vladimir. Soltou bolas perigosas para o meio da área, e num desses lances, saiu o gol da virada do Cuiabá. No primeiro gol marcado pelo Valdívia, estava enterrado embaixo da trave. Sem contar que joga calado, não orienta o posicionamento da defesa.  Nota 4

Kevin –  Poderia ter rendido mais. Ficou preso demais no seu setor. Tentou um arremate na segunda etapa.  Nota 5

Arthur Chaves – Compensa falhas na marcação com muito vigor físico.   Nota 6

Raniele – O futebol mais regular da equipe. Improvisado na zaga no final do jogo terminou como atacante. Deveria ter atuando no meio de campo onde rende mais.  NOTA 7,5 

Cortez – Atuação tímida e bem abaixo daquilo que pode corresponder. Poucas vezes tentou avançar na linha da defesa adversária. Quando conseguiu errou o passe/cruzamento. NOTA 5

Lucas Ventura – Jogou o seu jogo. Forte na marcação, mas faltou criatividade para um passe mais aprofundado. Foi substituído. Nota 5

(Jean Pyerre) – Seu toque na bola é diferenciado, pena que a jornada ruim do restante da equipe, não fez o seu futebol brilhar. Tentou distribuir a bola saindo jogando de trás e do lado direito de ataque. NOTA 6

Bruno Silva –  Voluntarioso como sempre, aliás, distribuiu carrinhos seguros, principalmente na primeira etapa. No mais, burocrático igual ao restante da equipe.  Nota 6,0 

Eduardo –  Merecia fazer o seu gol. Chegou no clube debaixo de desconfianças, mas vem apresentando um futebol de entrega.   NOTA 7,0 

(Gustavo Santos)  – Claramente nervoso pela sua juventude, teve o mérito pelo menos de tentar driblar o adversário. E só.   Nota 4

Muriqui – Com exceção de uma cabeçada no início da primeira etapa que passou perto do travessão, foi o mesmo Muriqui decepcionante do jogo diante do Palmeiras – onde foi o pior da partida. Saiu no intervalo. Está devendo.  NOTA 4

(Copete) – Já está “fora” do Avaí há algum tempo. Tentou uma jogada no primeiro lance e depois se escondeu no meio dos zagueiros adversários. Decepcionante.  Nota 3

Bissoli –  Tentou fazer a sua parte. Brigou com os zagueiros, mas foi pouco acionado. Quando o jogo estava empatado, teve a chance de deixar a sua marca num chute forte, mas a bola desviou no zagueiro.   Nota 6

Morato  – Apesar do começo lento e disperso, quando “acordou” fez a jogada que originou o primeiro gol. No fim da primeira saiu lesionado. Nota 6

(Dentinho) –  Por ter assinado a súmula e colocado o uniforme vai ganhar a nota dois.  Apenas por isso. Nota 2

EDUARDO BARROCA – Errou na escalação inicial e de forma preocupante deixou o recado que jogador tem vaga cativa na equipe. Vladimir deveria ter sido mantido como titular. Ora, se entrou e jogou bem, fica. Sobre o Raniele, poderia ter colocado ele no meio de campo colocando um zagueiro de ofício no começo da partida. Ou com a bola correndo, poderia ter feito isso (colocado um zagueiro e adiantado o Raniele). Sobre as demais substituições, uma constatação: o elenco do Avaí é desequilibrado no ataque (pelo menos foi nesse jogo). E para fechar o dia de derrota, a sua entrevista coletiva foi decepcionante, assim como confronto da manhã deste domingo na Ressacada.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...