Avaí é o campeão catarinense de 2019 ao superar a Chapecoense

Conquista ocorreu nos pênaltis após empate no tempo normal, mesmo assim, o VAR precisou ser acionado

O Avaí é o campeão catarinense 2019. O Leão da Ilha superou a Chapecoense nos pênaltis e chegou ao 17º título estadual de sua história. O jogo terminou 1 a 1 no tempo normal (Régis para a Chape e Alex Silva para o Avaí). Nas cobranças, vitória avaiana por 4 a 2 em uma decisão polêmica envolvendo o VAR (Árbitro assistente de vídeo).

Luan Pereira comemora seu gol na Ressacada – Fred Tadeu/AvaíLuan Pereira comemora seu gol na Ressacada – Fred Tadeu/Avaí

>>> Confira como foi o jogo em tempo real

O jogo

Ingredientes para o tamanho do jogo não faltavam. A imponência dos dois escudos, o fato de serem os representantes de Santa Catarina na elite do futebol, a semelhança no número dos confrontos. Sem falar, é claro, que tudo isso estava à prova sobre a final do Catarinense 2019.

Pelo time da casa, a melhor campanha, os melhores números e o suposto favoritismo também por ser o mandante. Eram 16 taças conquistadas na história azurra e, após um vácuo de sete anos, uma sede incontrolável pela 17ª na galeria.

Do outro lado, apesar da segunda melhor campanha, o clube catarinense com o maior respeito no cenário nacional e internacional. Mais que isso, a Chapecoense chegou a Florianópolis em seu melhor momento na temporada com três vitórias seguidas.

Toda essa expectativa foi frustrada nos primeiros movimentos. Sem chutes, o jogo foi marcado por muitas faltas, passes e lances laterais. Foram dois chutes a gol para o time da casa e apenas um no time de Ney Franco. Esse um, no entanto, pode ser considerado um dos melhores – se não o melhor. Régis pegou uma bola na intermediária, avançou e disparou um canudo de perna esquerda, no ângulo de Vladimir. Um golaço que foi o grande (e único) momento da primeira etapa.

Segundo tempo

No segundo tempo a situação se manteve semelhante. Passes errados e uma arbitragem que parava o jogo a todo instante.

O trato com a bola, apesar de tudo isso, melhorou e o resultado foi um jogo mais aberto e mais incisivo. A torcida do Avaí, que compareceu em mais de 15 mil almas, sentiu o momento e inflamou junto.

O gol de empate teve um personagem fundamental. Luan Pereira, com um minuto em campo, recebeu uma bola pelo lado direito da intermediária e cruzou, na medida, para Alex Silva, na segunda trave, testar para o fundo da rede de Tiepo. Empate e festa na Toca do Leão.

O time da casa, no embalo do empate e da torcida, cresceu pra cima da Chapecoense e não virou no detalhe.

A decisão do Catarinense 2019, no entanto, foi para as penalidades:

João Paulo abriu a série para o Avaí, bateu e fez. 1 a 0
Campanharo, do outro lado, também converteu: 1 a 1
Luan Pereira, no ângulo direito e gol: 2 a 1
Rafael Pereira, também no ângulo, manteve os 100%: 2 a 2
Pedro Castro deslocou Tiepo: 3 a 2
Aylon foi pra cobrança e parou em Vladimir: 3 a 2
Jones Carioca mandou no canto de Tiepo: 4 a 2
Bruno Pacheco bateu, a bola tocou no travessão, no chão e saiu. Juiz titubeou e, no fim, confirmou a perda e o título do Avaí. Para decidir, o árbitro Bráulio da Silva Machado recorreu ao VAR, que confirmou a decisão de campo.

Próxima parada:

O Avaí volta todas suas atenções à Série A do futebol brasileiro. Sábado (27) o Leão da Ilha estreia na elite do futebol nacional contra o Atlético, em Minas Gerais. A Chapecoense, antes da estreia no brasileiro, joga na Copa do Brasil onde encara o Corinthians, em São Paulo, pela segunda partida da quarta fase da competição. Pela Série A estreia no próximo final de semana contra o Internacional, em Chapecó.

Ficha técnica

Avaí: Vladimir; Alex Silva, Betão, Marquinhos Silva e Iury; Mosquera (Moritz), Pedro Castro, Gegê, João Paulo e Brizuela (Jones Carioca); Getúlio. Técnico: Geninho.

Chapecoense: Tiepo; Eduardo (Rafael Pereira), Gum, Douglas e Bruno Pacheco; Márcio Araújo, Elicarlos (Lourency) e Campanharo; Régis (Amaral), Everaldo e Aylon. Técnico: Ney Franco.

Gols: Alex Silva (30/2T); Régis (41/1T)

Cartões amarelos: Iury, Alex Silva, Moritz, João Paulo (AVA); Amaral, Everaldo (CHA)

Arbitragem: Bráulio da Silva Machado, com Helton Nunes e Alex dos Santos.

Local: estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC). Data: 21/04/19

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Avaí

Loading...