Avaí enfrenta a Chapecoense e pode encostar no G4

Com nove pontos, o Leão da Ilha pode encostar no bloco de cima da tabela, onde o 4° colocado é exatamente a Chapecoense, com 13 pontos; Avaí está há seis jogos sem vencer o rival do Oeste

Depois de vencer duas partidas na sequência, sendo uma fora de casa por 2 a 0 contra o Oeste e uma na Ressacada diante do bom time do Operário (PR), o Avaí tem uma dura missão neste domingo, às 11h: a Chapecoense na Arena Condá.

O Verdão já aprontou em 2020 para cima da equipe azurra, quando eliminou o então time comandado por Rodrigo Santana no Catarinense deste ano. Outro detalhe é que o Avaí joga para quebrar um tabu de seis jogos sem vencer o Verdão do Oeste. 

SAvaí enfrenta a Chapecoense e pode encostar no G4 – Foto: TARLA WOLSKI/Estadão Conteúdo/ND

Desde então, muita coisa mudou nos dois times. No clube da Capital, Geninho assumiu e depois de três jogos sem vencer, o Leão parece querer engrenar. O novo técnico do Avaí fez algumas mudanças que deram uma nova cara ao time. Basicamente, o comandante retirou alguns jogadores mais rodados como Bruno Silva e Wesley, colocando Jean Martin e adiantando Pedro Castro, enquanto efetivou Daniel Amorim como a referência no ataque.

Elogios da Comissão

O atacante Daniel Amorim foi elogiado pela comissão pelas participações nas últimas partidas. Com muita movimentação e briga na defesa adversária para manter a bola, o atleta tem se destacado e foi coroado com um belo gol de cabeça na última partida. Desde 2018 na equipe azurra, Daniel Amorim espera manter a sequência vitoriosa.

Sobre o adversário da próxima partida, Daniel Amorim sabe das dificuldades, mas diz que a equipe está focada para vencer o desafio contra a Chapecoense.

“Estamos focados igual aos outros jogos. Sabemos que lá é difícil de jogar, é um time bem encaixado. Mas temos nossas estratégias, vamos procurar ir para lá e sair com os pontos”, afirmou.

Agora, para tentar confirmar uma mudança de vez na temporada, brigando na parte de cima da tabela, o Avaí deve repetir a escalação que vem trazendo bons resultados. Nesse novo formato, a equipe azul e branca de Florianópolis não foi vazada e ainda marcou quatro gols.

Chegada de Louzer

Desde que Umberto Louzer chegou em Chapecó, são 15 jogos, 9 vitórias, 4 empates e apenas 2 derrotas da Chapecoense. Depois da chegada do novo treinador, a evolução é clara. A Chape está na final do Catarinense, depois de Eliminar Avaí e Criciúma, e está na 4º colação na Série B, tendo perdido apenas um jogo.

Muito desse novo momento do Índio Condá pode ser explicado pela defesa. O experiente goleiro João Ricardo foi titular nos seis jogos feitos pela equipe na Segunda Divisão e acabou cinco deles sem sofrer gol. O único jogo em que foi vazado, o verdão acabou sendo derrotado de virada para o Cuiabá, pelo placar de 2 a 1.

A Chape ainda tem outros destaques na boa campanha até na Série B. Os atacantes Anselmo Ramon, Aylon e o meio Foguinho fizeram boas apresentações até aqui.

FICHA TÉCNICA

Chapecoense: João Ricardo, Matheus Ribeiro, Joílson, Luiz Otávio, Rafael Santos; Willian Oliveira, Anderson Leite, Ronei, Foguinho, Aylon e Perotti. Técnico: Umberto Louzer.

Avaí: Lucas Frigeri; Arnaldo, Rafael Pereira, Betão, Capa; Ralf, Jean, Pedro Castro, Valdívia; Rômulo e Daniel Amorim. Técnico: Geninho.

Arbitragem: Árbitro Ramon Abatti Abel, auxiliado por Johnny Barros de Oliveira e Thiaggo Americano Labes.

Local: Arena Condá, Chapecó. Horário: 11h Data: 6/09/2020

+

Avaí