Avaí entra com pedido de efeito suspensivo para liberar Bruno e Nunes para semi contra Chapecoense

Jogadores foram punidos pelo TJD/SC por conta da briga no clássico da sétima rodada do returno

Daniel Queiroz/ND

Nunes (D) ainda aguarda o efeito suspensivo

Enquanto o time se prepara para o primeiro jogo da semifinal do Catarinense, contra a Chapecoense, o departamento jurídico do Avaí corre contra o tempo para tentar as liberações do volante Bruno e do atacante Nunes para o duelo deste domingo, às 18h30, na Ressacada. Eles foram punidos pela briga no clássico da sétima rodada do returno e, pela decisão do TJD (Tribunal de Justiça Desportiva) de Santa Catarina, não entrarão mais em campo neste Estadual.
Considerados titulares no esquema de Hemerson Maria, Bruno e Nunes pegaram oito e seis jogos de suspensão, respectivamente. Para reverter essa decisão, o departamento jurídico do Avaí protocolou ontem um pedido de efeito suspensivo e aguarda resposta do relator do caso ainda nesta quinta-feira. Caso o pedido seja negado, o clube recorrerá ao STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), no Rio de Janeiro.
Segundo o advogado Wanderley Godoy Júnior, que está cuidando do caso, em Itajaí, o clube tentará a absolvição dos dois atletas, mas, caso não seja possível, pedirá pelo menos a redução da pena. “O primeiro pedido é uma absolvição. Se não for possível, tentaremos uma diminuição da pena. Mas vamos até o STJD para tentar a liberação dos dois para esse jogo contra a Chapecoense”, afirmou.
Caso não seja possível a liberação, Hemerson Maria já sabe quem serão os substitutos da dupla neste domingo. Na manhã de ontem, o treinador comandou um treino técnico em campo reduzido e trabalhou com Diogo Orlando e Maurício entre os titulares. “Espero que o Bruno possa entrar em campo, mas se não puder estou à disposição. O importante é que, independente de quem entrar, o Avaí estará bem servido”, afirmou o volante Diogo Orlando.

Hemerson Maria deve ser efetivado

O técnico interino Hemerson Maria deve ser efetivado e continuar no comando do Avaí para a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. Invicto com três vitórias e um empate, desde que assumiu a equipe principal há quatro rodadas, o treinador não apenas conquistou a vaga para as semifinais do Catarinense como resgatou o verdadeiro espírito avaiano. 
Com um jeito simples de trabalhar e com a sequência de resultados positivos, Hemerson Maria ganhou o respaldo da diretoria, a confiança dos jogadores e caiu nas graças da torcida. Alheio às especulações de quem assumiria o time na Série B, o treinador continuou a trabalhar sem a pretensão de ser efetivado, mas agora pode ser confirmado como treinador do Leão para a competição nacional.
Quem revelou a informação foi o meia Cleber Santana. O camisa 10 disse ter se reunido com o presidente João Nilson Zunino, na semana passada, e que o mandatário lhe garantiu que Hemerson fica para a Série B. “É tudo uma questão de continuidade. Estamos no caminho certo, em um bom momento e o presidente me chamou e garantiu que o Hemerson fica para a Série B”, afirmou o jogador, que deve prorrogar seu contrato com o Avaí por mais um ano.

Acesse e receba notícias da Grande Florianópolis pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Avaí