Avaí recebe o Operário para espantar de vez a má fase e se aproximar do G4

Leão da Ilha busca engatar segunda vitória seguida para se aproximar da zona de classificação para a Série A

O Avaí entra em campo nesta quarta-feira (2), diante do Operário-PR, no estádio da Ressacada, a partir das 16h30. O duelo vale pela 7ª rodada da Série B. Para o Avaí, é a chance de espantar a má fase dentro do seu estádio e, de quebra, embalar na competição.

Avaí recebe o Operário para espantar de vez a má fase e se aproximar do G4 – Foto: André Palma Ribeiro/Avaí F.C/Divulgação/ND

Não foi o início de Segundona dos sonhos por parte do torcedor azurra, mas a verdade é que o que passou já era e não há tempo – e tampouco necessidade – de lamentar a inesperada série de três derrotas consecutivas.

Mais que isso, o time do técnico Geninho, ao vencer o Oeste pelo placar de 2 a 0 na última sexta-feira, deu um “chega pra lá” no peso do clima e já mira a parte de cima da tabela de classificação.

O triunfo sobre o time paulista, inclusive, deixou um legado para esse confronto diante dos paranaenses: Jean Martim como titular na abertura do meio-campo, ao lado do experiente Ralf com o polivalente Pedro Castro e autor de um dos gols, mais adiantado, para auxiliar Valdívia na criação do Leão.

Outro setor que deve ser mantido é o ataque, já que Romulo e Daniel Amorim, velhos conhecidos do Avaí, também devem permanecer com a missão de fazer gols.

Por outro lado o técnico Geninho sofreu uma baixa. Ou, no caso, mais uma: Jonathan, com a necessidade de uma artroscopia no joelho direito será desfalque pelos próximos 30 dias. Tem sido uma tônica do elenco do Avaí que acumula lesionados em seu departamento médico.

Confronto inédito

Em busca da consolidação no cenário nacional do futebol o Fantasma “estreia” no estádio da Ressacada. Como o time de Ponta Grossa (PR) chegou à Segundona na temporada anterior, quando o Avaí estava disputando a Série A, os dois não tiveram a oportunidade de se encontrar.

De acordo com o historiador e presidente do Conselho Deliberativo do Avaí, Spyros Diamantaras, as equipes se encontraram somente em uma oportunidade, em 9 de março de 1980, no Paraná, vitória do time da casa por 1 a 0.

Fantasma é um dos líderes

O Operário, que começou a rodada na vice-liderança da Série B, chega no ritmo do atacante Schumacher: são três gols nos últimos dois jogos e uma boa fase que, além de alavancar a equipe na tabela, é embalada pela concorrência.

Recentemente o Operário acertou a contratação do centroavante Roger, experiente, com passagens por grandes clubes do País. Roger, no entanto, ainda aprimora a parte física e deve ser opção no banco de reservas do técnico Gerson Gusmão.

Quem deve ganhar uma chance na equipe é Jean Carlo que, na última partida, substituiu o capitão Marcelo e agradou ao técnico fantasmagórico. Todas as confirmações, no entanto, devem sair somente uma hora antes da bola rolar.

FICHA TÉCNICA

Avaí: Lucas Frigeri; Arnaldo, Betão, Rafael Pereira e Capa; Ralf, Jean Martim, Pedro Castro e Valdívia; Romulo e Daniel Amorim. Técnico: Geninho.

Operário: Rodrigo Viana; Sávio, Bonfim, Reniê e Julinho (Fabinho); Jorge Jiménez, Jean Carlo, Tomas Bastos e Thomaz; Douglas Coutinho e Schumacher. Técnico: Gerson Gusmão.

Local: estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC). Data: 02/09/20. Hora: 16h30.

Arbitragem: Douglas Schwengber da Silva (RS); auxiliado por André da Silva Bitencourt (RS) e Maurício Coelho Silva Penha (RS).

+

Avaí