Fábio Machado

Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.


AVAÍ 0 X 1 GOIÁS: comentário, nota dos jogadores e avaliação do treinador Geninho

Após apostar em treino secreto, o Avai chega a sua terceira partida sem vencer e pode sair do G4

Não tenho nada contra o treino secreto, já afirmei que é um direito do treinador. Mas é preciso justificar essa opção mostrando com bola rolando alguma qualidade ou alguma novidade interessante para a sua equipe. Esconder treinos para entrar com Getúlio no ataque e depois o Maurinho é desrespeitar o torcedor que vai na Ressacada. Não é à toa que o Avaí está há três partidas sem conquistar uma vitória e perdendo o fôlego na série B. A derrota desta quarta(04) para para o Goiás foi merecida. Se teve um falso domínio na primeira etapa, não teve competência para marcar e definir a partida. Agora resta secar os adversários para não sair G4.

ARANHA –     Não teve culpa no gol, mas está se cansando de buscar a bola no fundo da rede.  NOTA 6                                             

GUGA –       O melho do Avaí em campo. Correu, não se omitiu e no fim da partida fez o que os atacantes não conseguiram, ganhou uma disputa na cabeça. NOTA 8      

ALEMÃO – Realizou a sua pior partida com a camisa do Avaí. Deu o bote errado no gol do Goiás e errou vários passes. NOTA 5

(MARQUINHOS SANTOS) – Dentro dos seu limites físicos tentou ajudar a equipe. NOTA 6

MARQUINHOS SILVA – Fez uma boa estreia. Firme e seguro, não teve culpa no gol.  Para quem estava muito tempo sem jogar uma partida oficial, deu conta do recado. NOTA 7

AIRTON – Eficiente, foi um bom parceiro para o estreante Marquinhos Silva. NOTA 7

CAPA – Foi bem. Peca muitas vezes no último toque. Mas é preciso reconhecer sua disposição. Não se omitiu. NOTA 7

JUDSON – Falhou no gol. Tomou um banho do Michael. NOTA 5

MATHEUS BARBOSA – Eficiente na marcação, recupera  bem a bola, mas erra no passe para a transição. NOTA 6

(ANDRÉ MORITZ) – Entrou e justificou a sua condição de reserva. Desligado da partida. NOTA 4

RÔMULO – Não atacou e nem deu assistência. NOTA 6

GETÚLIO – Consegue a proeza de estar sempre onde a bola não está. E quando chega perto dela, erra. Saiu no intervalo. NOTA  4

(MAURINHO) – Nota 1  por ter feito o aquecimento e ter assinado a súmula. Ainda é muito. NOTA 1

RODRIGÃO –  Aos poucos vai sumindo no time do Avaí. Perdido entre os zagueiros. NOTA 4

GENINHO –    Realizou treino secreto para entrar com Getúlio e “ressuscitou” o Maurinho. Vai perdendo o comando da equipe e parece não ter mais “criatividade” para mudar a passividade da sua equipe.  Decepcionou.              

+ Fábio Machado