Fábio Machado

Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.


Campeonato catarinense: O Rolo está feito.

Na tarde desta segunda (22) Avaí envia ofício para a FCF comunicando que só joga na Ressacada e que, caso o não termine em campo, que o clube seja declarado campeão!

Meus queridos leitores e queridas leitoras diárias desta coluna. O rolo está feito sobre a volta ou não do campeonato catarinense. Para quem achou que as datas marcadas pelo departamento técnico da Federação há duas semanas para o retorno da bola rolando pelo estadual a partir do dia 8 de julho seria finalmente a luz no fim do túnel, se enganou completamente.

Para começar, como previmos em um comentário nesta segunda (22) no jornal ND impresso, o aumento dos casos de Covid-19 na nossa região, esfriaria por parte das autoridades municipais a liberação do futebol, como acabou se confirmando durante o dia pelas palavras do Dr. Paraná, secretário municipal de saúde da capital “futebol profissional em julho nem pensar, somente em agosto”.

Para entornar ainda mais esse caldo, o Avaí se posicionou ontem por intermédio do gerente de futebol, Marquinhos Santos garantindo que se o jogo da volta diante da Chapecoense não for marcado para a Ressacada, o time não entra em campo e o departamento jurídico vai buscar os seus direitos, invocando o estatuto do torcedor.Na tarde desta segunda (22) o clube enviou um ofício para a FCF (Federação Catarinense de Futebol) comunicando a sua decisão e afirmando que se o estadual parar, que o Avaí seja declarado campeão.  (Cópia do ofício abaixo)

Do outro lado da ponte, a diretoria do Figueirense não vê nenhum problema em jogar em outro local fora do Scarpelli. Já tentou o Avante do bairro Pachecos, em Palhoça que não foi aprovado pela FCF e agora, pensa na possibilidade de jogar no seu CFT aos pés do Morro do Cambirela.

Conclusão desse rolo todo: a bola vai demorar a rolar, ainda mais agora que as cabeças passaram a pensar diferente, cada um buscando o seu direito e a sua razão.

Ofício página 1. Avaí – Foto: Avaí/divulgaçãoOfício página 1. Avaí – Foto: Avaí/divulgação
Ofício Avaí página 2 – Foto: Avaí/divulgação/NDOfício Avaí página 2 – Foto: Avaí/divulgação/ND
Ofício Avaí página 3 – Foto: Avaí Divulgação/NDOfício Avaí página 3 – Foto: Avaí Divulgação/ND

+ Fábio Machado